Gerente de Marketing MDL, Lilian Maximiliano fala sobre inovações nos tempos de crise

A live 100fronteiras de quinta-feira (2) contou com Lilian Maximiliano, gerente de Marketing da MDL Paraguai. Ela participou de um bate-papo com a jornalista Patrícia Buche sobre inovações para as empresas neste momento de crise e contou sobre sua trajetória no mundo do marketing.

Formou-se em Marketing no ano de 2011, mas desde então apenas tinha trabalhado com financeiro e comunicação em determinada época de sua vida. Abandonou a carreira no ramo de finanças e mudou-se para a Espanha, porém acabou por retornar para nossa região e logo foi contratada pela MDL Corporation para atuar como gerente de Marketing.

Foi um desafio para Lilian retomar o marketing, pois já havia evoluído e sofrido muitas mudanças desde sua formação. Portanto ela procurou aprimorar-se para o marketing atual, realizando muitos cursos e preparações.

Lilian acredita que no Brasil as técnicas de marketing são mais avançadas, normalmente as grandes empresas de CDE procuram por profissionais brasileiros para atuar na área.

As técnicas de marketing estão presentes no mundo inteiro, cabe ao profissional adaptá-las a sua empresa e região, pesquisando sobre o seu público. “Não é uma receita de bolo, tem que se adequar ao seu mercado e seu cliente”, afirma a gerente.

A jornalista Patrícia questiona sobre quais estratégias as empresas podem adotar diante desta situação da pandemia. A gerente acredita que aqueles que escolheram não se modernizar e entrar no marketing digital irão sofrer maiores consequências tanto agora quanto depois desse período.

“Muitos empresários acreditam que se baseia apenas em tirar fotos de seu produto e publicar nas redes, mas vai muito além disso, existem estratégias”, conta Lilian. Ela destaca que é fundamental que as empresas estejam no Google Maps, Google Meu Negócio, Facebook e principalmente no Instagram.

Nos diz que, por sua observação, empresas que adotaram o e-commerce e o delivery foram as que sofreram menos impacto durante essa crise, pois elas se inovaram.

Compartilha também uma frase adotada para sua carreira: “Aonde todos estão vendo medo, eu vejo oportunidade”, dita por um dos gerentes da MDL CDE. A partir disso, ela traz a mensagem de que precisamos resignificar a palavra caos, pois todo momento seria uma oportunidade.

“Agora temos tempo de colocar no papel aquilo que tenho feito e não está dando certo e o que posso fazer que vai dar certo, não focando naquilo que você pode fazer e focar no que você tem que fazer”, enfatiza a gerente.

Traz como dica aproveitar este momento em que todos estão em home office e se qualificar, realizar novos cursos e aprimoramentos para retornar mais preparados e qualificados ao emprego. Tudo como uma competência pessoal, além de nossas obrigações com a empresa, o que nos torna colaboradores reinventados. Para sermos bons profissionais sempre precisamos estudar.

Lilian diz acreditar e ter maior afeição pelo marketing humanizado e de conteúdo, diferente do antigo sistema de panfletagem.

O que as pessoas podem tirar de positivo desta quarentena e crise? “Empresários devem estar sempre se inovando para estarem preparados para enfrentar crises, para não entrarem em desespero nessas situações. Sempre devemos estar preparados para essa possibilidade.” 

Newsletter

Ama a tríplice fronteira tanto quanto nós? Assine a newsletter 100fronteiras e receba conteúdo exclusivo. Seu apoio aprimora nosso trabalho para que possamos ajudar a aprofundar sua conexão com Ciudad del Este, Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú enquanto investimos no futuro do jornalismo local.

Participe da comunidade 100fronteiras

Apoiando o jornalismo local, você valoriza a sua cidade, seu estado e a integração dos três países. Nossa equipe está diariamente trazendo notícias da fronteira, apresentando novos lugares, histórias. Assinando você receberá conteúdos e promoções exclusivas.

Entre em nosso grupo do Whatsapp. Apoie a mídia local!

Nos encontramos lá, até mais!



One thought on “Gerente de Marketing MDL, Lilian Maximiliano fala sobre inovações nos tempos de crise

Deixe a sua opinião