Nesta sexta-feira (01), será lançada a maior programação da história do “Setembro Amarelo – É preciso falar”. A iniciativa trinacional tem como objetivo enfrentar um dado alarmante: 2 em cada 10 adolescentes já pensou em suicídio.

As atividades terão início às 8h no auditório da Polícia Federal e contam com a organização da Prefeitura de Foz do Iguaçu, da Câmara Técnica de Atenção Psicossocial e do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (COMUD).

A cerimônia de abertura terá a presença do prefeito Chico Brasileiro, além de autoridades do Paraguai e da Argentina. Representantes das secretarias municipais, da Câmara Municipal de Vereadores e do Núcleo Regional de Educação também estarão presentes.

Após o ato oficial, o primeiro dia de atividades será recheado de informação e cultura. Uma palestra sobre a prevenção ao suicídio na sociedade atual dará o tom ao evento, que também contará com apresentações culturais organizadas pela AFA – Associação Fraternidade Aliança e representações de Brasil, Paraguai e Argentina. Além disso, serão distribuídos materiais e cartilhas que servirão como base para rodas de conversa futuras.

Segundo Antônio Batista, diretor de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde, a meta é ambiciosa:

“Neste ano pretendemos superar os números do ano passado e alcançar os 2.500 adolescentes da rede estadual de ensino, nosso público de maior risco. Para isso, já organizamos rodas de conversa em quase todas as escolas, nas unidades de saúde, além de atividades no Exército, Marinha e Aeronáutica e com as equipes pedagógicas das instituições de ensino”.

A campanha do Setembro Amarelo, que busca articular vários setores da sociedade, evidencia a urgência do diálogo sobre saúde mental e suicídio entre os jovens. A integração de três países na iniciativa ressalta ainda mais a necessidade de ações conjuntas para enfrentar um problema que não conhece fronteiras.

Leia mais

Programação

No dia 02 de setembro (sábado), às 19h, no auditório da Fundação Cultural, a AFA, em parceria com a Fundação Cultural de Foz do Iguaçu, fará a apresentação teatral “Suicídas Anônimos”. A produção foi feita através das oficinas do programa Foz Fazendo Arte, ofertadas pela prefeitura de Foz do Iguaçu. 

No dia 10 de setembro haverá uma ação trinacional, com um ato simbólico simultâneo no Brasil, Paraguai e Argentina, às 10h. No Brasil e na Argentina, a mobilização acontecerá no Marco das Três Fronteiras de cada país, e no Paraguai, na Costanera. Nesta data, as organizações farão uma projeção de vídeos e imagens das ações desenvolvidas ao longo da campanha do Setembro Amarelo. No dia 15/09, haverá um Dia D nas unidades básicas de saúde e no dia 29/09, a campanha encerra com um evento na Unioeste. 

Além das datas, diariamente serão realizadas rodas de conversas em escolas e unidades de saúde.