Nesta semana, as obras de acesso a Ponte da Integração foram intensificadas no lado paraguaio, em Presidente Franco.

De acordo com informações da Rádio Cultura, o projeto de acesso à Ponte da Integração, contempla três componentes principais: o lote urbano, dois trechos e a ponte sobre o Rio Monday, envolvendo assim os municípios de Presidente Franco, Ciudad del Este, Los Cedrales, Minga Guazú e Hernandarias, no Alto Paraná.

Já o trecho rural foi dividido em dois lotes, além da construção de uma nova estrada pavimentada de 4 pistas, que fará a ligação com a nova ponte e terá ligação com a Estrada Nacional PY02.

O acesso urbano será uma obra de pavimentação asfáltica com 4,6 km de extensão, na cidade de Presidente Franco. Além do acesso rodoviário à segunda ponte sobre o rio Paraná; a ligação com o acesso rural ao entroncamento com a nova ponte sobre o Rio Monday, bem como o reforço das estradas de serviço temporárias.

Acesso Ponte da Integração lado paraguaio
Foto: Radio Cultura.

No dia 17 de agosto foi realizada a união da Ponte da Integração. A instalação da última aduela marcou o encontro entre o lado brasileiro e paraguaio, essa é parte da etapa final das obras, que devem ser concluídas em dezembro. Também estão previstas a instalação de guarda-corpo nas laterais, iluminação e pavimentação do tabuleiro. As obras começaram em 2019.

A previsão para a inauguração da ponte é para o último trimestre de 2022. Já as rodovias de acesso, tanto do lado brasileiro (Perimetral Leste) como do lado paraguaio (Corredor Metropolitano del Este), devem ser entregues apenas em 2023.

Ponte da Integração tem 760 metros de comprimento e um vão-livre de 470 metros – o maior da América Latina. São duas pistas simples com 3,6 metros de largura, acostamento de três metros e calçada de 1,7 metro nas laterais.

Comentários

Deixe a sua opinião