O dia tão aguardado pelos moradores de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este finalmente chegou. Hoje, 15 de outubro, quase sete meses após o fechamento, a Ponte Internacional da Amizade reabre para o trânsito de carros das cidades coirmãs. Na data de ontem (14) pela manhã o Paraguai já havia oficializado o protocolo de reabertura confirmando para data de hoje (15), mas o Brasil só oficializou o protocolo no final da noite de ontem quando publicou no Diário Oficial da União os termos para a reabertura segura de todas as fronteiras da qual o Brasil faz divisa, incluindo a reabertura da Ponte da Amizade.

“É uma sensação diferente. Eu não acreditava na reabertura até o momento em que de fato eu cruzei a Ponte da Amizade. Dá uma sensação de esperança ver o movimento, parece que o comércio do Paraguai está voltando ao normal. E quando cheguei a Foz depois de quase sete meses parece que foi ontem que estive aqui”.

EVELIN FRETES, executiva de contas da 100fronteiras
Evelin filmou o momento em que cruzou a fronteira pela primeira vez depois de quase sete meses.

E para quem deseja cruzar a fronteira, seja para vir ao Brasil, ou, ir ao Paraguai deve ficar atento ao protocolo estabelecido para a reabertura. Segue abaixo as principais medidas que as pessoas precisam seguir:

Quem sai do Brasil

  • De acordo com o protocolo paraguaio nos primeiros 15 dias apenas veículos poderão entrar no país, das 5h às 14h, com retorno até às 00h.
  • Poderão passar pela ponte apenas os brasileiros com documento de identidade com expedição em Foz do Iguaçu, outros documentos, como comprovante de residência, não serão aceitos, segundo a direção de migração.
  • Também quem for ao Paraguai só poderá trafegar em um perímetro de 30 quilômetros, sendo que haverá barreiras sanitárias de fiscalização.

Quem sai do Paraguai

  • O governo brasileiro autorizou a entrada de estrangeiros no país, mas não definiu se podem cruzar apenas veículos ou se pedestres também podem, nem mesmo se há um horário exato de entrada e saída. De acordo com o Art. 6º “as restrições de que trata esta Portaria não impedem a entrada de estrangeiros no País por via terrestre, entre a República Federativa do Brasil e República do Paraguai, desde que obedecidos os requisitos migratórios adequados à sua condição, inclusive o de portar visto de entrada, quando este for exigido pelo ordenamento jurídico brasileiro”.
  • O inciso II do Art. 4º destaca que há a possibilidade do “tráfego de residentes fronteiriços em cidades-gêmeas, mediante a apresentação de documento de residente fronteiriço ou de outro documento comprobatório, desde que seja garantida a reciprocidade no tratamento ao brasileiro pelo país vizinho”.
Foto: Arquivo 100fronteiras

Segurança sanitária com a reabertura da Ponte Internacional da Amizade

Agora que a fronteira reabriu, os cuidados com o coronavírus serão redobrados em Foz do Iguaçu. Para isso, na terça-feira (13) a Prefeitura de Foz do Iguaçu solicitou recursos aos Ministério da Saúde com uma proposta de ampliação de 70 novos leitos de UTI. O plano de contingência prevê ainda as ampliações do pronto atendimento e do serviço de triagem de pacientes com a Covid-19, além da implantação de uma unidade móvel de saúde do lado brasileiro da Ponte da Amizade. Todos esses investimentos giram em torno de R$ 40 milhões. No entanto, ainda não se obteve uma resposta por parte do Ministério da Saúde quanto a isso.

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras.

Participe da conversa

2 Comentários

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião