Mais agilidade na fronteira argentina! O governo argentino optou por flexibilizar os requisitos para entrar no país. A partir deste sábado (29) a Argentina não exige mais PCR para os brasileiros vacinados.

A partir da data, os turistas dos países vizinhos (vacinados) terão o mesmo tratamento que os cidadãos argentinos. O novo requisito também permite entrar pessoas não vacinadas totalmente ou parcialmente na Argentina, contanto que apresentem testes negativos de covid-19 e façam quarentena.

Os brasileiros devem ter completado o calendário de vacinação 14 dias antes da entrada no país, estes estarão isentos de quarentena e testes negativos. POr outro lado, é preciso ter um seguro de saúde COVID-19 com cobertura para serviços de hospitalização, isolamento e/ou transferência médica para quem testar positivo para Covid-19, ou suspeitos e contato com pessoas contaminadas.

Os menores de idade que não cumpriram o calendário de vacinação estarão isentos de cumprir a quarentena prevista, mas é recomendado que não realizem atividades sociais e/ou em grupo por pelo menos 7 dias após a entrada no país. Os menores de 6 anos também estão isentos em todos os casos da realização do PCR ou teste de antígeno para entrar no país.

Lembrando que os estrangeiros de cidades não gêmeas precisam preencher até 48 horas antes do começo da viagem, a Declaración jurada no qual será necessário anexar uma cópia do certificado de vacinação.

Para evitar imprevistos, recomendamos que além do certificado de vacinação digital, leve uma cópia impressa.

Para as pessoas não vacinadas

As pessoas que tenham um calendário de vacinação incompleto ou não estejam vacinados devem ter um teste PCR negativo realizado no país de origem nas 72 horas anteriores ao início da viagem ou um teste de antigéno realizado no país de origem nas 48 horas anteriores ao início da viagem, devendo respeitar um isolamento de 7 dias, contados a partir do dia seguinte à realização do PCR ou teste de antigeno.

Comentários

Deixe a sua opinião