Prêmio Nacional de Inovação (PNI) é uma iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), realizado conjuntamente à Confederação Nacional da Indústria (CNI) e ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Dessa forma, o PNI foi criado com três principais objetivos:

  1. incentivar e reconhecer ecossistemas de inovação;
  2. melhorar o desempenho de tais ecossistemas;
  3. estabelecer diferentes níveis de inovação. 

Nessa edição, foram escolhidas três categorias para a premiação: Inovação em Produto; em Processo e em Sustentabilidade. Assim, todas as empresas premiadas receberam diversos prêmios. O primeiro deles foi a indicação de um representante para participar da Imersão em Ecossistemas de Inovação. Foz do Iguaçu foi a segunda parada dos vencedores. 

Primeiramente, a delegação visitou na segunda-feira (1º de agosto) o Biopark, em Toledo. Logo após o evento dessa terça-feira, o grupo visita o Instituto SENAI de Inovação em Sistemas Embarcados, nessa quarta-feira (03).

Por fim, os membros participarão do evento Startup Summit, na quinta e sexta-feira. Outros prêmios incluem um curso Master in Business Innovation (MBI) e divulgação em mídias digitais e impressas, de alcance nacional.  

Visita ao PTI-BR 

Em Foz do Iguaçu, portanto, a visita da delegação teve três paradas: a primeira, no PTI-BR, onde o consultor do SEBRAE, Alan Debus apresentou o SRI Iguassu Valley, Ecossistema de Inovação do Oeste do Paraná.

Segundo ele, o ecossistema busca estimular, conectar e monitorar a implementação de projetos, ações, negócios, políticas públicas e outras iniciativas. Nesse sentido, Alan afirmou que o objetivo para os próximos anos é “ser referência mundial no desenvolvimento de tecnologias e inovação, por meio da integração das competências regionais”. 

Em seguida, o diretor de negócios e inovação, Rodrigo Régis, apresentou o PTI-BR e o Centro de Empreendedorismo. Ainda pela manhã, o grupo visitou o Centro de Inteligência e Gestão Territorial. Então, depois do almoço, a delegação se dirigiu ao Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDT), ao Centro de Estrutura de Barragens e ao Centro de Gestão Energética. Para encerrar a visita no PTI foram até o mirante Central da Itaipu Binacional. 

Após saída do PTI, os membros realizaram uma curta visita à Oficina do Sorvete, empresa igualmente vencedora do PNI, na categoria Inovação em Sustentabilidade (Pequenos Negócios). 



Comentários

Deixe a sua opinião