Colégio Sesi Internacional - display portal

A SiliCup é uma empresa focada na elaboração de produtos à base de silicone, sendo o mais conhecido o “copinho” de silicone retrátil. O principal objetivo é a sustentabilidade, já que evita o desperdício de milhões de copos descartáveis, e kilos de plástico no mundo.

Como surgiu a SiliCup?

Após o fundador, Rafael Kissel, se formar na PUC, ele e seu colega Anderson Gasparin abriram um e-commerce, vendendo produtos da China. Este, inclusive, foi o primeiro site a vender em parcelas de 12 vezes sem juros produtos importados da China.

Junto com essa iniciativa, surgiu a Brasil Smart, juntamente com mais 2 amigos. Na época, a empresa era muito focada em equipamentos eletrônicos, similar aos produtos vendidos no Paraguai.

Então, enquanto tentavam se estruturar, passaram por diversos locais, como a própria casa de um dos sócios e o escritório do pai de um deles. Nisso, surgiram muitos incômodos em relação ao mau uso dos copos descartáveis, e o desrespeito para com o meio ambiente. 

Assim, em um certo momento, a empresa da mãe do fundador Rafael Kissel acabou fechando, e eles, então, importaram esses produtos e colocaram à venda em alguns marketplaces da web.

“Nessa importação veio um copinho de 150ml, e a gente remeteu esse copo àqueles de plástico, muito usados na década de 80 e 90 no exército.” – diz Anderson

“Junto, também vieram alguns outros materiais, como uma forma de bolo de silicone.”

Depois das falas do Anderson você já deve ter imaginado o que aconteceu, certo? 

Foi isso mesmo! A ideia de todo esse negócio incrível surgiu assim. E como o Rafael é formado em design de produto, ele tinha um colega da faculdade que os ajudou a prototipar o copo. Junto a isso, veio o fato de a família do Rafa morar na China, e, assim, poder auxiliar na produção dos copos. 

Fundadores Anderson e Rafael em evento da TEDx

Como foram as primeiras vendas?

A primeira remessa veio com aproximadamente 500 copos, e, até então, eles focavam bastante no consumidor final. Porém, em um dado momento, o processo ficou muito cansativo, pois era difícil alcançar cada sujeito individualmente. Assim, começaram a buscar empresas, e então algo bem inesperado aconteceu: a Adidas de São Paulo encontrou o site deles na internet, e entrou em contato, querendo comprar um lote grande de copos para distribuir aos colaboradores. 

Até aí, ainda não era SiliCup, mas sim Brasil Smart, e o foco maior estava nas vendas, e não na sustentabilidade.

Mas, com a distribuição para a Adidas sendo um sucesso, o Anderson e o Rafael pensaram em começar a dar mais atenção aos copos, criando um movimento sustentável. 

Nesse meio tempo, eles se mudaram para Santa Catarina, e fundaram também a Slow Burning e a Tabaccombi, que trabalham com acessórios de headshop e tabaco orgânico, respectivamente. 

Assim, em meados de 2017, começaram a ideia da marca, com a ajuda de um amigo, que já havia feito logotipos para as outras empresas citadas. Dessa forma, começaram a divulgar os produtos em massa, já pelo site da SiliCup, e novas parcerias foram surgindo, como Ifood, Hospital Perinatal e demais hospitais.

Inclusive, nesse período, até um mascote foi criado, e histórias em quadrinhos são vendidas para conscientizar a criançada!

Mascote da SiliCup

Como surgiu o nome SiliCup?

Acho que, assim como eu, você logo pôde perceber o trocadilho que o nome traz, né?

Anderson conta que antes era SiliCopo, em português, e até chegaram a pensar em algum trocadilho com Vale do Silício e silicone juntos, porque na época o tema estava em ascensão, mas no fim ficou SiliCup e a ideia pegou muito bem (apesar de não serem somente copos a serem vendidos).

Como funciona o SiliCup nas empresas?

A maioria das empresas adquire quantidades grandes e distribuem para os seus funcionários, assim que entram, já que o copo dura anos. Antes, muitos viam como um “brinde”, mas, uma vez que o SiliCup passa por vários processos e é algo para a vida toda, os fundadores conseguiram mudar essa ideia e trazer à tona o conceito de “presente”, espalhando a ideia além.

Eventos

A SiliCup também trabalha com eventos, alugando os copos para a organização. Assim, os participantes podem ou não comprar o copo após o término do evento, e, caso não comprem, os copos são devolvidos para a SiliCup, onde são higienizados e utilizados novamente.

Economia nos gastos e no lixo:

Por ano, é deixado de descartar cerca de 200 milhões de copinhos plásticos, uma diferença bem significativa em comparação a quantidade de anos anteriores. Para se ter uma noção, só no Brasil são utilizados 700 milhões de copos por dia.

Veja a simulação da economia de gastos em uma empresa com 100 funcionários:

Faça você mesmo seu cálculo clicando aqui.

A SiliCup também incentiva a ideia de usar os copos para além da água, levando-os em cafeterias, sorveterias e demais locais. Além disso, apresentam todo um movimento em relação a sustentabilidade, no sentido de incentivar o consumidor a não utilizar somente o SiliCup, mas sim quaisquer canecas e garrafinhas próprias, afinal o importante é evitar o descarte desnecessário!

Como e onde posso adquirir o SiliCup?

Você pode comprar os produtos através do site oficial, clicando aqui, ou no ponto de venda mais perto de você. 

Os produtos variam desde copos de 200 e 480ml, até garrafas, canudos, cordões, pulseiras, camisetas e muito mais!

Em Foz, é possível adquirir o SiliCup nos seguintes locais:

  • Makropel Comercial
  • Wolf Iguassu Condicionamento Físico
  • Ecosimples – Soluções Ambientais
  • Edu Brindes

Além desses, é possível adquirir no Paraguay na loja Pirâmide Center.

Todas as empresas citadas, além de agências do Banco do Brasil e as lojas Tecnomyl e Agrofértil também utilizam a SiliCup no seu dia a dia! Faça como eles e apoie essa ideia.

Comentários

Deixe a sua opinião