A participação expressiva de cooperados do Sicoob Três Fronteiras em reunião preparatória, na qual foi deliberado sobre o desempenho anual da cooperativa, resultou em R$ 16,6 mil doados para entidades e projetos sociais.

Cada presença no evento online, em março, foi convertida em R$ 10 para apoiar as causas coletivas nas áreas de assistência, educação especial e bem-estar animal.

Foram contempladas 10 ações sociais realizadas em nove cidades do Oeste do Paraná e do Rio Grande do Sul, indicadas pelas equipes das agências do Sicoob Três Fronteiras. O projeto Anjos da Madruga, que atende populações em situação de rua e de vulnerabilidade, recebeu a doação de R$ 5.090.

O coordenador da entidade, Johnson Mateus Santos, recebeu o cheque simbólico dos diretores Administrativo e Financeiro, Renato Schafranski, e de Negócios, Conderlei Lorenzetti.

Segundo Johnson, o projeto Anjos da Madrugada atende centenas de pessoas a cada semana, com entrega de sopão à noite, banho solidário e a manutenção de padaria comunitária em uma região popular. Somente o trabalho de panificação distribui pães diariamente a 90 famílias em situação de extrema pobreza.

“Esse dinheiro veio em muito boa hora. Com ele vamos pagar parcelas dos equipamentos da padaria, o conserto da Kombi que distribui o sopão e outras despesas”, enumerou. “Pagando essas contas, temos condições de ajudar ainda mais pessoas”, comemorou Johnson.

Projeto que distribui sopão em Foz do Iguaçu para a população vulnerável recebeu R$ 5 mil - Foto Divulgação
Foto: Divulgação.

O diretor Administrativo e Financeiro do Sicoob Três Fronteiras, Renato Schafranski, afirmou que o ato de entrega do recurso para o projeto Anjos da Madrugada representa as demais entidades contempladas. O gestor destacou a transparência na relação com a comunidade.

“Ficamos muito felizes que o interesse dos nossos cooperados nos assuntos da sua instituição, o Sicoob, através da participação recorde nesta reunião preparatória à assembleia, seja revertido em apoio a projetos sociais, fazendo a diferença nas comunidades”, avaliou. “Entregamos esses recursos de forma pública, prezando pela transparência e a lisura em todos os procedimentos”, frisou Renato.

Comentários

Deixe a sua opinião