Nesta quarta-feira (01), o diretor-geral da Itaipu Binacional Almirante Risden participou do Jornal da Manhã da Jovem Pan, a renomada rede de rádio e TV brasileira.

Risden falou as ações da Itaipu Binacional com a Semana do Meio Ambiente, mais especificamente sobre a preocupação ambiental da Itaipu. Veja a participação na íntegra.

A JP News é transmitida no Youtube, e conta com mais de 300 mil visualizações.

Em janeiro, o Almirante Risden foi nomeado diretor-geral brasileiro de Itaipu pelo presidente Jair Bolsonaro, ele substituiu o general João Francisco Ferreira, que pediu exoneração do cargo.

cerimônia de posse aconteceu em fevereiro no Itamaraty em Brasília. A solenidade contou com a presença do Presidente da República, Jair Bolsonaro, os ministros de Relações Exteriores, Carlos França; de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque; o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira; a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina; e o vice-governador do Paraná, Darci Piana, que representou o governador Carlos Massa Ratinho Junior. Também estiveram presentes o diretor-geral paraguaio de Itaipu, Manuel Maria Caceres Cardozo, além de conselheiros da binacional.

Desde então o sobrenome Risden tem ganhado destaque nacional, após a anunciação do novo DGB da Itaipu Binacional. Mas você sabia que a família é pioneira em Foz?

Almirante Risden é descendente de uma família pioneira em Foz do Iguaçu, que nos primórdios contribuiu para o desenvolvimento da região. Nascido em Curitiba, construiu toda a sua carreira na Marinha do Brasil e em Foz, desde 2019, estava como diretor financeiro executivo de Itaipu.

Risden Junior é o único filho homem do casal, Anatalicio e Doracy. Nasceu em Curitiba, em 17 de dezembro de 1956. Assim como suas irmãs, foi criado com todo amor e rigor necessários para a formação de um caráter firme e honesto. Apesar de ser o segundo filho mais jovem, nunca foi privilegiado com qualquer benefício além do carinho e da educação destinados a todos de casa.

Ele estudou no Colégio Militar de Curitiba, hoje prefigurando no rol de alunos ilustres. Não obstante ser um curitibano, cresceu embalado pelas histórias iguaçuenses contadas por seus pais e avós. Sempre que possível, vinha a Foz do Iguaçu para visitar os parentes queridos (tios, tias e primos). Dessas visitas, ainda mantém a lembrança das brincadeiras nas ruas e bairros.

Comentários

Deixe a sua opinião