A última quinta-feira, 20 de janeiro de 2022, foi um dia triste para o Brasil, quando o país perdeu uma de suas vozes mais representativas.

Elza Soares faleceu no conforto de sua casa, aos 91 anos, por causas naturais. Considerada uma das maiores artistas do mundo a cantora, eleita como a Voz do Milênio, teve uma vida intensa, ela emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação.

"A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim," diz comunicado sobre o falecimento no Facebook da cantora.

Por mera coincidência, na mesma data, no dia 20 de janeiro de 1983, falecia o jogador de futebol Mané Garrincha, marido de Elza Soares.

Segundo seu empresário Pedro Loureiro, a cantora sentiu que sua morte estava chegando. “Eu acho que vou morrer”, foram suas últimas palavras.

A passagem de Elza Soares e Garrincha em Foz do Iguaçu

A década era a de 60, o jogador de futebol Garrincha e Elza Soares ficaram hospedados por uma semana no Hotel Cassino Iguaçu e, de acordo com o livro “O Hotel Cassino Iguaçu”, de lá eles não queriam sair.

Na época, o casal tinha acabado de oficializar a união, eles vieram para Foz do Iguaçu a convite da Shell, para ações promocionais. Garrincha era apaixonado por pássaros, ele passava horas no quintal dos fundos do hotel ouvindo os bichinhos cantarem.

Sérgio Lobato Machado e o sogro eram proprietários de um posto de combustível com a bandeira da marca, e ele relata a visita de Garrincha a Foz.

“Garrincha era apaixonado por pássaros, ele ficava horas nos fundos do hotel, pois lá havia pés de goiabas e laranjais que atraiam os pássaros. Finalizados os compromissos ele tinha que voltar para o Rio de Janeiro e decidiu que não iria voltar. Ele tinha alma de criança, dizia que queria ficar aqui, pois tinha verde e passarinhos.”

Diz Lobato Machado. (Fala tirada do livro O Hotel Cassino Iguaçu).

Artistas prestam homenagem à Elza Soares

Vários artistas estão prestando homenagem para Elza Soares, inclusive a cantora Beyoncé, que usou as redes de sua organização BeyGOOD para falar da cantora.

“Descanse em paz, Elza Soares. Sua música será eternizada e irá inspirar o Brasil e o mundo. Somos gratos!”.

Mas não foi a primeira vez em que a cantora americana homenageou Elza Soares, em junho de 2021, Beyoncé comemorou o mês da música negra, a BeyGOOD publicou:

“Celebrando o brilho e a criatividade dos músicos negros que influenciaram o mundo através de sua arte.”

Artistas brasileiros como Taís Araujo, Zeca Pagodinho, Mano Brown, Djavan e vários outros também prestaram suas homenagens nas redes sociais.

Quem foi Elza Soares

Elza Soares teve uma vida difícil, ela é filha de uma lavadeira e de um operário, foi criada na favela de Água Santa, no subúrbio de Engenho de Dentro.

Desde criança, ela já demonstrava sua paixão pela música. Ela foi obrigada a se casar quando tinha apenas 12 anos, e virou mãe aos 13 anos.

Quando tinha 20 anos, ela fez seu primeiro teste como uma cantora e foi contratada para a Orquestra de Bailes Garan e seguiu no Teatro João Caetano.

Começou a ter destaque na música como parte da cena do sambalanço “Se Acaso Você Chegasse”, em 1959.

Era uma mistura de ritmos, nos 34 discos lançados, ela cantou samba, jazz, música eletrônica, hip hop e funk. O último disco lançado foi o Planeta Fome, em 2019.

Comentários

Deixe a sua opinião