Colégio Sesi Internacional - display portal

O ar que respiramos é composto pela mistura de diferentes gases, como o nitrogênio, oxigênio, gás carbônico e gases nobres, porém, na atmosfera encontramos poluentes que são prejudiciais. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o risco de se desenvolver câncer de pulmão aumenta nas pessoas expostas à poluição atmosférica.

Para se ter uma ideia, em 2010, cerca de 223 mil pessoas morreram de câncer de pulmão relacionado à poluição do ar. Mas se você pensa que ficar trancado dentro de casa evita o contato com agentes poluentes, está enganado. Você sabia que produtos de limpeza e purificadores de ar podem fazer mal à sua saúde?

Além disso, carpete novo, eletrônicos, produtos de plástico, colas, adesivos, equipamentos de aquecimento, tintas, móveis estofados e produtos de madeira prensada também são fontes de poluição de um ambiente. A composição desses itens pode causar desde uma dor de cabeça até problemas hormonais e reprodutivos.

Esse tipo de informação pode gerar algumas preocupações, não é mesmo? Mas é possível unir o útil ao agradável: enfeitar a sua casa e ao mesmo tempo purificar o ar. Algumas plantas exercem esse tipo de função e conseguem deixar o seu ambiente mais limpo.

Gérbera

Nome científico: Gerberahybrida

Função: atua na remoção de tricloroetileno, substância cancerígena que é utilizada como solvente nos processos de lavagem a seco; pode ser usada como forma de reduzir a concentração do benzeno, que pode aumentar os riscos de desenvolvimento de leucemia. Além disso, é indicada para casas onde há fumantes, já que atua contra a fumaça do cigarro e ainda é capaz de limpar a toxidade presente nas roupas.

Planta Gérbera
Gérbera./ Imagem reproduzida da Internet.

Lírio-da-Paz

Nome científico: Spathiphyllumwallisii

Atuação: ela é considerada a “rainha das despoluidoras”. A NASA apresenta um estudo onde aponta a planta como um meio para a eliminação de três gases voláteis comuns: formaldeído, benzeno e tricloroetileno. Ela também tem função fungicida e capacidade de combater o tolueno, que inalado em pequenas quantidades pode causar cansaço, confusão mental, debilidade, perda da memória e náusea.

Planta Lírio-da-Paz
Lírio-da-Paz./ Imagem reproduzida da Internet.

Azaleia

Nome científico: Rhododendronsimsii

Função: combate poluentes como os compostos orgânicos voláteis (COVs) e os amoníacos, presentes em produtos de limpeza.

Planta Azaleia
Azaleia./ Imagem reproduzida da Internet.

Alpínia

Nome científico: Alpiniapurpurata

Função: além de captar os agentes poluentes do ar, ela consegue deixar o ambiente mais úmido.

Planta Alpínia
Alpínia./ Imagem reproduzida da Internet.

Cacto

Nome científico: o nome científico do cacto varia de acordo com o tipo. 

Função: combate as ondas eletromagnéticas.

Cacto
Cacto./ Imagem reproduzida da Internet.

Espada-de-São-Jorge

Nome científico: Sansevieriatrifasciata

Função: remove o formaldeído liberado de madeira, compensado, carpetes, tecidos sintéticos; e também usado na fabricação de corantes e vidros.

Espada-de-São-Jorge
Espada-de-São-Jorge./ Imagem reproduzida da Internet.

Cânfora-de-jardim

Nome científico: Artemisiacamphorata

Função: é uma erva medicinal que age como fungicida e repelente natural de insetos.

Cânfora-de-jardim
Cânfora-de-jardim./ Imagem reproduzida da Internet.

Clorofito

Nome científico: Chlorophytumcomosum

Função: a planta conhecida como “gravatinha” ajuda a eliminar o acúmulo de monóxido de carbono, além de combater produtos comuns em solventes e produtos químicos.

Clorofito
Clorofito./ Imagem reproduzida da Internet.

Hera

Nome científico: Hederahelix

Função: estudos revelam que ela é capaz de reduzir a concentração de partículas de material fecal e de mofo no ar. É importante ter cuidado com crianças e animais, pois as folhas são tóxicas para o organismo.

Planta Hera
Hera./ Imagem reproduzida da Internet.

Babosa

Nome científico: Aloearborescens

Função: auxilia da eliminação do formaldeído e do benzeno. Além disso, o gel encontrado na babosa pode ser utilizado para aliviar cortes e queimaduras e também para tratamentos estéticos.

Babosa
Babosa./ Imagem reproduzida da Internet.

Comentários

Deixe a sua opinião