“Penso, logo existo” já dizia Descartes, defendendo a importância de cultivar a mente criativa. Nesse sentido, o PTI-BR reconhece que ideias boas resultam de muito trabalho e dedicação. Do mesmo modo, as ideias muito boas vêm transformar a realidade, melhorando a qualidade devida da sociedade.

Por isso, o PTI entende que não basta compreender que as pessoas, quando incentivadas, conseguem encontrar respostas para diversos problemas atuais e futuros. Ao contrário, é necessário fazer mais, como oferecer condições para que essas ideias saiam da mente e encontrem outras que as fortifiquem. Assim, o sistema de inovações busca, sempre que possível, oferecer condições ideais para que qualquer pessoa com uma boa ideia, encontre caminhos possíveis para desenvolvê-la.

De acordo com o diretor de negócios e inovação do PTI-BR, Rodrigo Regis: “O objetivo dessa iniciativa é abrir as portas do Parque Tecnológico como um todo, com foco no estímulo ao empreendedorismo, porque a missão do PTI é gerir o ecossistema de inovação através da ciência, tecnologia, inovação e negócios. Então, nosso objetivo é aumentar a densidade de empresas de base tecnológica e de empreendedorismo e, para isso, estamos criando condições para chegar nesse ponto”.

Foi exatamente isso que aconteceu nesse sábado (13), no evento PTI Conecta Comunidade. O estímulo que faltava para que dezenas de iguaçuenses olhassem para suas ideias com a dedicação necessária para torná-las realidade. Com o apoio do SEBRAE e da ACIFI, o Parque Tecnológico realizou um dia de trabalho, no qual os participantes cultivaram e modelaram ideias. Assim, com o objetivo de transformá-las em novos negócios para a cidade.

PTI conecta a comunidade
Foto: Divulgação PTI.

Como foi o PTI Conecta Comunidade  

O evento iniciou pela manhã, com apresentações dos organizadores, e durou o dia inteiro. Os participantes fizeram diversas conexões entre si e também apresentaram algumas ideias ao SEBRAE, para que essa conexão e incentivos continue a existir.

A Maísa Silvestre, gestora de projetos em turismo e cidades inteligentes, afirmou que: “O Sebrae também tem como objetivo fomentar novos negócios e dar suporte para essas empresas crescerem e se desenvolverem e, nesse sentido, a gente é parceiro do PTI, porque temos ações complementares justamente para que a gente consiga dar esse suporte”.

O evento foi gratuito e recebeu 14 pessoas interessadas em contribuir com a diversificação da economia, gerando riqueza e bem-estar para sociedade. E foi muito importante para os empreendedores da cidade, que além das conexões tiveram muito aprendizado.

PTI Conecta Comunidade pelos participantes

Andressa Trogello, uma das participantes, afirmou que foi muito importante poder “dedicar um tempo para ideia e desenvolver alguns passos de como validar essa ideia. Porque no dia a dia dos nossos trabalhos e rotinas, a gente não dedica um tempo para resolver isso. E é muito melhor fazer isso com pessoas que fazem isso diariamente com outras empresas”. Ela também percebeu a importância de falar sobre as ideias para outras pessoas, e que faz bem perceber que ninguém está sozinho para inovar.

Whalter Pinto também pontuou a importância de falar sobre as ideias, porque às vezes sente insegurança para isso, “mas com o ambiente construído pela equipe do PTI essa insegurança foi trocada por conhecimento”. Ainda de acordo com o participante, o evento foi de grande aprendizado sobretudo porque teve atividade prática: “aprendi termos e técnicas para tirar a ideia do papel. Foram apresentados casos de sucesso (…). E, ainda tivemos que preparar um pitch em 15 minutos e isso foi um desafio grande, (…) que mostra que devemos estar muito preparados para divulgar nossas ideias, quando as oportunidades aparecerem”.

Os participantes tinham ideias de empresas nos mais variados ramos, desde a confecção de joias e construção de móveis até consultoria de empresas, negócios e, ainda agência de intercâmbio e serviços de agricultura. E após a avaliação dos pitchs, as ideias aprovadas poderão ser convidadas a ingressar na incubadora Santos Dumont, caso a pessoa que participou do evento tenha o interesse em continuar desenvolvendo a parceria com o Parque.

Comentários

Deixe a sua opinião