Colégio Sesi Internacional - display portal

Iniciativa inédita entre a Itaipu Binacional e a Copacol (Cooperativa Agroindustrial Consolata) vai distribuir filés de peixes para serem utilizados na merenda escolar de 40 mil estudantes da rede pública de ensino em doze municípios paranaenses. No total, serão distribuídos 10 mil quilos de peixe, que vão contribuir para tornar mais saudável a alimentação dos estudantes.

A entrega dos filés de peixe às secretarias de educação e outros órgãos municipais começa a ser feita na próxima semana nas cidades de Cafelândia, Nova Aurora, Iracema do Oeste, Jesuítas, Formosa do Oeste, Quarto Centenário, Moreira Sales, Goioerê, Rancho Alegre, Foz do Iguaçu e São Miguel do Iguaçu.

Os peixes foram produzidos em sistema de cultivo controlado, como resultado de uma pesquisa entre Itaipu e Instituto Neotropical de Pesquisas Ambientais (Ineo) sobre a influência da aquicultura na qualidade da água. O projeto iniciado em abril deste ano também tem a participação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp).

“O peixe é uma proteína extremamente rica na alimentação. Sabemos o quanto é importante uma criança estar bem alimentada para estudar e ter um futuro melhor”, afirmou o diretor-presidente da Copacol, Valter Pitol. “Com essa ação estamos contribuindo com uma merenda mais saudável e incentivando que o consumo de peixe se torne mais frequente entre as famílias desses estudantes.”

“Para garantir uma alimentação saudável nas escolas, a Itaipu mantém incentivos, incluindo formação de merendeiras e elaboração de caderno de receitas com ingredientes fornecidos pelas iniciativas públicas para alimentação dos estudantes”, informou o superintendente de Gestão Ambiental da Itaipu, Ariel Scheffer da Silva.

Itaipu e a psicultura

Líder mundial em produção acumulada de energia limpa e renovável, a Itaipu desenvolve várias atividades com foco em segurança hídrica, conservação ambiental e desenvolvimento sustentável em sua área de influência, incluindo pesquisas e promoção do desenvolvimento social, cultural e tecnológico. As pesquisas mantidas por Itaipu no âmbito da pesca e piscicultura, reforçam o compromisso com a conservação do meio ambiente e com a saúde e bem estar das comunidades da região Oeste do Paraná.

Copacol

A produção anual de peixes reproduzidos em tanques em propriedades rurais pela Copacol chega a 14 toneladas, por meio do processamento de 42,5 milhões de peixes nas duas unidades industriais (Nova Aurora e Toledo), fazendo da empresa a maior produtora da América do Sul, pelo sistema integrado. A Cooperativa iniciou a piscicultura no modelo integrado de maneira pioneira no País há 13 anos. Ao todo são 647 hectares de lâminas d’água que devem chegar a 1,1 mil hectares até 2023, com a ampliação da atividade.

cellshop

Comentários

Deixe a sua opinião