Na Itaipu, não é diferente. Reunidos, celebramos 2022 e já começamos a sonhar um próximo ano repleto de realizações para todos que, de alguma forma, estão ligados a essa empresa única, que se prepara para celebrar, em 2023, os 50 anos da entrada em vigor do Tratado que a constituiu.

Muito da grandiosidade da Itaipu está no fato de ela não se limitar à função para a qual foi projetada – gerar energia elétrica limpa, renovável e de qualidade para abastecer o Brasil e o Paraguai. Sim, é fato; batemos recordes, buscamos a superação e a constante evolução.

Mas Itaipu é mais que energia. Olhamos ao nosso redor e procuramos formas de beneficiar a comunidade, o meio ambiente e os países aos quais pertencemos.

De grandes obras à valorização de nossa gente, Itaipu se despede de 2022 plena de realizações. Superamos a mais rigorosa crise hídrica desde o início da operação da usina e estamos a poucas semanas de alcançar a marca de 2,9 bilhões de megawatts-hora gerados – uma produção sem paralelo no planeta.

Ao longo do ano, Itaipu se destacou, também, em outro papel fundamental para o setor elétrico brasileiro e paraguaio: o de reserva estratégica, contribuindo para a segurança do suprimento diante da intensa expansão das fontes renováveis intermitentes, como a solar e eólica.

Iniciamos a execução do audacioso plano de atualização tecnológica, o mais abrangente processo de modernização da usina. Que tem uma barragem muito segura. Foi o que concluiu o Board Internacional de Construtores Civis, que teve, este ano, mais um encontro quadrienal.

Em todas as áreas, aperfeiçoamos nossos processos, incentivando a inovação e a pro atividade de cada profissional. Modernizamos nossas práticas, com uso de novos sistemas informatizados no dia a dia de trabalho.

Avançamos muito na previsão orçamentária e foram notáveis os progressos na transparência e no desenvolvimento de um sistema de integridade compatível com as melhores práticas de Compliance. Nossas fundações – Itaiguapy, Fibra e PTI-BR – seguem fortalecidas e apoiando a nossa gente nas mais variadas frentes.

Comemoramos os 40 anos da Operação Mymba Kuera, símbolo do respeito da Itaipu pelo meio ambiente desde seu princípio. E colhemos os frutos desse cuidado por meio dos muitos nascimentos de animais no Refúgio Biológico Bela Vista, entre eles, mais duas onças-pintadas, esperança para uma espécie em perigo de extinção.

Mostramos nossa importância internacional, marcando presença em eventos como a Expo Dubai, o Fórum Mundial da Água e a Conferência Mundial do Clima, a COP 27. E ainda fomos escolhidos para sediar alguns dos principais eventos mundiais da área de energia, em 2024.

No ano em que voltamos a nos abraçar e em que a união se mostrou mais importante do que nunca, conectamos, mais uma vez, as duas margens do Rio Paraná, agora com a conclusão da Ponte da Integração. Temos orgulho de dizer que investimos em uma obra verdadeiramente grandiosa, um novo símbolo da união entre o Brasil e o Paraguai.

A nova ligação entre os dois países sócios da Itaipu integra um rol de obras estruturantes que representam um novo marco desenvolvimentista para a região e deixam um legado perene, graças ao apoio institucional e o investimento de cerca de R$ 1,6 bilhão da margem brasileira da binacional.

A negociação com nossos parceiros paraguaios para a redução da tarifa da energia gerada pela usina, sempre pautada nos princípios de respeito e amizade, que norteiam as relações binacionais em Itaipu, tendo em vista a amortização da dívida contraída para a construção da hidrelétrica, já rendeu bons resultados para os consumidores brasileiros.

No início da gestão, em 2019, o valor nominal tarifa era de US$ 22,60/kW, estabelecido desde 2009. Em 2022, houve uma redução para o custo atual, de US$ 20,75/kW. O intuito sempre foi trazer benefícios para os consumidores brasileiros.

No dia 21 de dezembro, em reunião no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu, o Codefoz, com a presença do prefeito Chico Brasileiro e de representantes de várias entidades da sociedade civil, foi anunciada a conclusão das obras do Mercado Municipal. Também foram entregues os anteprojetos da Avenida Beira Foz e anunciada a elaboração dos respectivos projetos executivos, dando continuidade aos legados deixados para a sociedade iguaçuense.

Memoráveis foram as apresentações natalinas no Gramadão da Vila A, neste mês de dezembro, dentro da programação do Natal Águas e Luzes de Foz do Iguaçu. Mais de cem artistas chegaram a se apresentar ao mesmo tempo, encantando o público formado por moradores e turistas de todas as idades.

Luz, energia, esperança e união não são apenas palavras a serem lembradas em mensagens de Natal. Para nós, da Itaipu, são uma realidade pela qual trabalhamos todos os dias, e pela qual seguiremos labutando no ano vindouro.

Muita energia para todos em 2023!

Anatalicio Risden Junior,

Diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional.

Espaço Institucional.

Comentários

Deixe a sua opinião