O Horto Municipal  possui dez mil metros quadrados e está localizado dentro da floresta que tem vegetação típica da Mata Atlântica, com plantas nativas e exóticas. Entre elas algumas se destacam, como o açoita-cavalo, sabugueiro, paineira, pau-brasil, lambari, plantas hospedeiras e xaxim.

Existem dois portes de árvores na floresta. O terreno com sustentação melhor suporta as de porte maior, mais grossas e mais altas. E no banhado, as árvores têm porte menor, sendo mais finas.

Depois de passar por uma ampla reforma, o Horto Municipal de Foz do Iguaçu reabre as portas ao público no dia 17 de junho, quinta-feira, seguindo todas as medidas de prevenção à Covid-19. 

Com 43 anos de existência, o Horto vem se transformando, e poderá cumprir de maneira eficaz seu papel de educação ambiental aos moradores da cidade. A visita técnica de reabertura do Horto está marcada para às 11h de quinta-feira. 

Sobre o Horto Municipal

A principal função do Horto Municipal de Foz do Iguaçu é a produção de mudas de espécies nativas e perenes para serem usadas na arborização urbana, no paisagismo da cidade, avenidas, praças, entidades, creches, escolas e órgãos públicos e, também, na preservação das espécies.

A parte da floresta localizada no horto não é mexida, há uma área separada onde são produzidas as plantas que serão distribuídas aos iguaçuenses, nas terças e quintas-feiras, das 8h30 às 13h30.

O interessado assinará um termo de responsabilidade de plantio e cuidado com as mudas e a doação será registrada no sistema da secretaria de meio ambiente. 

Mesmo com a pandemia, no último ano o Horto disponibilizou centenas de mudas de árvores nativas, que foram plantadas nas principais avenidas da cidade, áreas verdes e áreas de preservação permanente. E também fornece as mudas para o projeto de plantio de árvores em homenagem às vítimas do Covid-19 no Parque Monjolo.

No viveiro existem cerca de 50 espécies de plantas ornamentais perenes. Entre as principais estão: clorofito, lantana clúsia, califa, barba-de-serpente, hibisco, extremosa, barleria hemerocallis, cróton, penta. Já as árvores são de seis espécies: ipê-rosa, alfeneiro, plátano, extremosa, guanandi e ipè-roxo.

Vídeo produzido pela 100fronteiras TV em 2014.

A biodiversidade do Horto Municipal

Considerada o pulmão verde da cidade, a mata está localizada na área urbana de Foz do Iguaçu e é rica em biodiversidade.

Além das plantas, existem animais que vivem soltos, como o tatu, gambá, jaguatirica, graxaim, gato-do-mato, cachorro-do -mato, cobras, tucanos, papagaios, periquitos e pica-paus.

Mas a riqueza principal do lugar está na água. Todas as nascentes deságuam no Rio Ouro Verde, e algumas delas têm um lodo amarelo, o que significa que a terra é rica em ferro. Há também açudes que servem para irrigar as plantas dos viveiros. 

Com a nova reforma, o Horto recebeu uma nova estufa, que permitirá multiplicar a capacidade de cultivo em mais de 10 mil mudas, bem como o tempo de vida das espécies e a possibilidade de ampliar a doação de mudas aos moradores. 

Foram reformadas as estruturas físicas, como a sala administrativa; refeitório; recepção; local para armazenamento de telhas usadas, que estão sendo reaproveitadas na contenção de canteiros de flores em áreas públicas; e revitalização do espaço de armazenamento de flores e mudas de árvores.

Também será instalada uma cisterna para captação de água da chuva, a fim de promover a sustentabilidade na irrigação das espécies cultivadas.

O espaço conta com o apoio de alguns trabalhadores do Patronato Municipal, que estão sendo reinseridos no mercado de trabalho e desempenhando atividades na manutenção do local.

Trilha sensorial

Uma trilha sensorial e uma trilha por entre a mata estão sendo estruturadas como instrumentos de educação ambiental do Horto. Em breve, a comunidade poderá realizar os passeios guiados no local. As trilhas têm o objetivo de sensibilizar para as questões ambientais, em especial sobre a flora e fauna local e a inter-relação do homem e a natureza.  

Matéria feita por Patrícia Buche, na edição de maio de 2014 da Revista 100fronteiras.

Horário de funcionamento

Endereço: R. Carlos Kapfemberg, 611 – Vila Boa Esperanca, Foz do Iguaçu – PR

Horário: 8h às 17h

Telefone: (45) 3529-7983

Diálogos 100fronteiras

Deixe a sua opinião