Colégio Sesi Internacional - display portal

Em tempos de coronavírus, trabalhar em casa basta para manter nossa saúde em dia? Não!

Quando falamos de saúde dentro da moda, falamos também de padrões estéticos que seguimos durante a nossa rotina, pois precisamos estar apresentáveis em determinados eventos ou situações, e isso envolve roupas sociais, jeans, saltos ou sapatos que não são confortáveis. O home office nos dá uma liberdade maior para o conforto, porém conforto não é sinônimo de pijama, então, mesmo em casa, vamos nos arrumar para o trabalho.

Segundo a acadêmica de psicologia Larissa Galvan, existe um conceito chamado cognição indumentária. Uma pesquisa foi realizada com dois grupos, dos quais um recebeu jaleco branco, que foi chamado como “jaleco de médico”, e o outro, “jaleco de pintor”. Foi percebido que os grupos trabalharam de formas diferentes, de acordo com as roupas que usaram. O que conseguimos entender com essa pesquisa é que nossa mente entende a situação que estamos vivendo conforme a roupa que estamos usando.

Agora a dúvida é: como combinar a roupa de trabalho e o conforto do pijama?

Vamos começar com a calça. A calça jeans, apesar de bonita, não é um tecido maleável, o mesmo para calças sociais, por isso uma aposta legal são as calças “joggers”, normalmente em moletom. Pode-se até mesmo deixá-las mais curtas levantando a barra, acrescentando assim mais charme ao look.

Passar roupa pra sair é chato, imagina pra ficar em casa?! Não dá! Por isso vamos trocar a camisa social por camiseta, mais prática e mais confortável.

Agora você está pronto para o home office, simples assim…

E lembre: fique em casa, cuide de você e de quem você ama. Logo estaremos de volta com o streetwear do qual tanto gostamos.

Por: Bia Mendes (@biamendesz) 

Imagens retiradas da internet (Google Imagens)

Comentários

2 Comentários

Deixe a sua opinião