Colégio Sesi Internacional - display portal

A cidade de Foz do Iguaçu retoma aos poucos seu fluxo turístico, para entre os meses de setembro a dezembro, são previstos no calendário municipal, cerca de 6 feriados prolongados, os famosos “feriadões”. Nessas datas, os turistas poderão estender suas férias de lazer, a fim de aproveitar melhor os atrativos da Terra das Cataratas. 

Dessa forma, é esperado que os pontos turísticos, meios de hospedagem, bares e restaurantes, registrem um pico de movimento durante esse período, movimentando a economia local. 

Nos meses que iniciaram o ano de 2021, diversos locais aproveitaram para expandir e aumentar sua estrutura, como é o caso do Hotel Recanto Cataratas.

Com a ampliação, é esperado que os visitantes prefiram passar parte de seus recessos aproveitando as diversas opções de recreação que os hotéis oferecem, e não só os utilizando como passagem. 

Assim, com o último decreto municipal liberando 100% de ocupação para os meios de hospedagem, o setor de reservas dos hotéis e resorts já vem recebendo confirmações de diárias para o período. 

Área externa do Hotel Recanto Cataratas. Foto: Hotel Recanto

Feriados e o fluxo turístico

Um dos mais esperados, o feriado de 7 de setembro, quando se comemora o Dia da Independência do Brasil, já está na reta dos turistas de compras e também dos que querem tirar uns dias de descanso da pandemia da COVID-19. 

“Esperamos chegar em 80% da ocupação dos 170 apartamentos. O Vivaz Cataratas está se preparando para isso, com entretenimento e muito lazer envolvendo a natureza. No período do feriado teremos bandas de música na piscina, muita recreação e uma programação bacana para as crianças” informa a gerente geral do Vivaz Cataratas Hotel Resort.

Os principais atrativos da região, como as Cataratas do Iguaçu, o Marco das Três Fronteiras, e a Usina Hidrelétrica de Itaipu, vão receber os visitantes com acréscimo no número de funcionários, cumprindo sempre as medidas sanitárias exigidas.

marco das tres fronteiras
Placas dos países da tríplice fronteira. Foto: Lilian Grellmann (100fronteiras)

O Visit Iguassu, entidade sem fins lucrativos que visa promover o turismo local na região, está realizando diversas ações para atrair eventos, e recebendo clientes de eventos do Brasil inteiro para atestar a qualidade dos prestadores de serviços, e para conhecer os protocolos sanitários, garantindo que o destino é seguro.

Apesar das recentes flexibilizações do Decreto Municipal de Eventos, o Destino Iguaçu acumulou perdas irreparáveis no setor, que permaneceu 15 meses fechado, sem possibilidade de operar, causando cancelamentos de eventos nacionais já confirmados para 2020 e 2021. Somente tendo em conta o calendário de eventos captados e apoiados diretamente pelo Visit Iguassu, houve uma perda de no mínimo R$ 70 milhões de reais que deixaram de circular no município nos últimos 2 anos, com uma média de 37 eventos confirmados e que foram cancelados, que contabilizavam no mínimo 16 mil pessoas.” afirma Elaine Tenerello, diretora executiva do Visit.

Foz do Iguaçu conta, no momento, com mais de 96% da população adulta vacinada, o que gera grandes expectativas para a retomada do turismo. Mesmo assim, a circulação de visitantes na cidade ainda não se apresenta tão grande.

Turistas em Foz do Iguaçu

A 100fronteiras entrou em contato com alguns motoristas por aplicativos que trabalham em Foz do Iguaçu e que tem contato direto com os turistas que passam pela Terra das Cataratas. 

O motorista Leandro Padilha Rolon comenta: 

Acredito que estejamos com 20% da quantidade de turistas que tínhamos antes da pandemia, porque haviam os turistas de compras, que vinham para ir ao Paraguay e Argentina, os turistas de lazer e, também, os turistas de palestras, que aproveitavam um tempo entre um evento e outro para conhecer alguns atrativos na cidade, então gerava uma demanda para levar e trazer essas pessoas.” 

Os turistas de compras contam com opções em Ciudad Del Este (Paraguai), com uma grande variedade de produtos importados. A cota de compras é de US$ 500.

Ciudad del Este
Centro de Ciudad Del Este. Foto: Lilian Grellmann/100fronteiras

Outra opção para compra de importados está no Shopping Catuaí Palladium, na Avenida das Cataratas, que conta com a Cell Shop Duty Free, lá os turistas encontram produtos com garantias, incluindo bebidas, perfumes, eletrônicos, make-up, vestuários, entre outros ítens.  

Os turistas podem comprar até US$ 300 por CPF em produtos importados com isenção de impostos. O valor não interfere na cota de mais US$ 500 que pode ser utilizada para compras no Paraguai, em Ciudad del Este.

Comentários

Deixe a sua opinião