A foto da Via Láctea tirada nas Cataratas do Iguaçu pelo fotógrafo brasileiro Victor Lima está entre as 25 melhores imagens da Via Láctea, de acordo com uma seleção feita pelo site Capture the Atlas.

Com fotógrafos do mundo todo, Victor chamou a atenção com a sua foto da Via Láctea, em Foz do Iguaçu.

cataratas do iguaçu de noite foto victor lima
Foto das Cataratas do Iguaçu de noite fica entre as 25 melhores do mundo. Foto: Victor Lima/Capture The Atlas

A sessão fotográfica impressionou tanto, e com razão. A foto foi escolhida pelo fotógrafo americano Dan Zafra, especialista renomado em astrofotografias. 

“Fotografar a Via Láctea é uma experiência de outro mundo. Não tem tantos eventos tão comoventes quanto ver nossa galáxia subindo e iluminando o céu da noite. No entanto, à noite, muitas coisas são invisíveis a olho nu. Quando você usa uma câmera para capturar a Via Láctea, um novo mundo de detalhes, cores e luzes se abrem.” é descrito no site onde todas as 25 fotos estão, o Capture The Atlas.

Para o site, Victor Lima falou sobre como foi o processo.

“Fotografar as Cataratas do Iguaçu de noite foi sempre um dos meus projetos prioritários. Para conseguir fazer esses projetos, eu precisava ter uma autorização especial da agência responsável pelos parques nacionais do Brasil”.

Diz Victor Lima.

Victor, que ficou hospedado no Hotel das Cataratas, localizado dentro da unidade de conservação, dedicou quatro dias e três noites às captações.

Para o fotógrafo, que contou com a companhia de 11 alunos de fotografia, a experiência do céu nas Cataratas foi a melhor experiência fotográfica já registrada por todos os visitantes.

Quem é Victor Lima?

É engenheiro civil formado pela Universidade Federal de Viçosa (MG) no ano de 1997. Dos elementos utilizados nos projetos de engenharia, como os cálculos, as leituras de mapas, projetos e comportamento da luz, Victor adaptou as técnicas para as suas expedições fotográficas e conseguiu, com um tempo razoavelmente curto de trabalho – se comparado com o tempo de carreira de profissionais da fotografia –, produzir emblemáticos registros focados na astrofotografia de paisagem, a arte de fotografar o céu noturno com cenários.

A carreira de fotógrafo teve início no ano de 2014, quando ele comprou sua primeira câmera, uma Canon T5i, um equipamento considerado de entrada pelos fotógrafos profissionais. O objetivo era registrar a viagem que faria com a esposa à Espanha.

Já na Europa, com as ideias na cabeça e a câmera na mão, conseguiu fazer fotos satisfatórias. Mas Victor acreditava que poderia obter registros com melhores composições.

victor-lima
Victor Lima. Foto: Arquivo pessoal.

De volta para casa, passou a estudar a fundo e com muito perfeccionismo os conceitos básicos da fotografia. De maneira didática, testou e buscou utilizar todas as possibilidades do seu equipamento na época, fazendo saídas para testar o aprendizado. Cada vez mais instigado pelas descobertas a cada novo registro, ampliou os estudos para seis horas por dia.

O engenheiro Victor, que se dividia entre o trabalho na engenharia e o estudo da fotografia, aumentou suas leituras e estudos fotográficos no ano de 2015, quando decidiu participar e teve o êxito de ganhar o concurso da revista Traveler, da National Geographic, que reuniu 34 mil participantes no mundo. A foto do Victor, registrada em Salto Corumbá, no estado de Goiás, foi a primeira a ser publicada na capa da revista por um leitor.

“O prêmio me motivou bastante. Naquele momento estava com uma fotografia publicada em uma revista com visibilidade mundial. Senti que aquele era o início de uma carreira e eu poderia me dedicar à fotografia. De 2015 até 2019, eu estudava e praticava as técnicas que aprendia, paralelo à minha carreira como engenheiro”, informou.

Atualmente Victor Lima dedica-se integralmente ao mundo da fotografia, com expedições fotográficas pelo Brasil e pelo mundo. Uma de suas fortes atuações se dá em cursos de astrofotografia de paisagens para grupos de pessoas que queiram aprimorar técnicas e conhecimento.

Comentários

Deixe a sua opinião