A visita do embaixador do Paraguai no Brasil à Itaipu, nesta quarta-feira (4), não podia ter sido diferente: foi em tom de amizade e parceria.

“A Itaipu simboliza uma história de entendimentos e soluções”, disse Juan Ángel Delgadillo, que reviu a usina após 38 anos. Aos 18 anos, ele testemunhou a entrada em operação da primeira unidade geradora, em 5 de maio de 1984.

Delgadillo foi recebido no Centro de Recepção de Visitantes pelo diretor-geral brasileiro, Anatalicio Risden Junior; o diretor técnico executivo, David Krug, que acompanhou o embaixador na visita técnica pela usina; e o diretor de Coordenação, Luiz Felipe Carbonell.

Após uma breve troca de presentes, o embaixador assistiu ao filme institucional de Itaipu e plantou uma jabuticabeira no Bosque dos Visitantes. Em seguida, partiu para a visita às instalações da usina, com atendimento da equipe da Divisão de Relações Públicas da Itaipu.

“Falo para meus filhos que temos que valorizar a história e entender como a relação entre nossos países mudou de 1960 para cá. Isso é tudo em função da Itaipu”, comentou o embaixador. “Somos sócios e parceiros e, juntos, construímos uma estrutura da qual temos que nos orgulhar.”

Ponte da Integração

À tarde, o embaixador visitou as obras da Ponte da Integração, acompanhado do assessor da diretoria de Coordenação, Theofanes de Lira Pessoa Junior, e de integrantes do Consulado paraguaio em Foz do Iguaçu.

Para Delgadillo, a ponte, assim como foi com a Ponte da Amizade, terá um impacto muito grande, não apenas para o Brasil e Paraguai, mas também para Argentina e Chile, porque será uma conexão entre o Atlântico e o Pacífico.

“Parte do trânsito entre o Atlântico e o Pacífico passará por aqui. E fortalecerá também a exportação de Brasil e Paraguai. Será uma evolução muito grande para as cidades do entorno”, afirmou.

Ele ainda enfatizou a importância do papel social da Itaipu, nas margens brasileiras e paraguaias, ao financiar esse tipo de empreendimento. “A Itaipu não apenas leva energia, leva desenvolvimento e apoio aos cidadãos do Brasil e do Paraguai”, finalizou.

Foto: Sara Cheida/Itaipu Binacional

Sobre o embaixador

Juan Ángel Delgadillo Franco formou-se em Economia pela Universidade Católica de Assunção em 1990. Em 1992 ingressou na Chancelaria Nacional do Paraguai. Desenvolveu sua carreira na área de Economia Multilateral com foco no Mercosul.

Já atuou nas embaixadas da Bolívia e da França e na Missão Permanente do Paraguai junto à ONU. Entre 2011 e 2018, atuou como diretor-geral de Política Econômica do Ministério das Relações Exteriores.

Em 2018, foi nomeado vice-ministro de Relações Econômicas e Integração do Ministério das Relações Exteriores, Coordenador Nacional do Mercosul e Negociador Principal nas negociações do Mercosul.

Nasceu em Assunção, em 2 de agosto de 1966. É casado e tem 3 filhos.

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, 2,8 bilhões de MWh. Em 2021, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 8,4% de toda a energia consumida pelo Brasil e 85,5% do Paraguai.

Comentários

Deixe a sua opinião