Nesta terça-feira (24) o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) apresentou os envelopes com propostas de preços da duplicação da Rodovia das Cataratas (BR-469).

Seis consórcios e quatro empresas estão disputando a obra, com propostas variando entre R$ 129.690.338.56 e R$ 178.970.605,58.

Ela prevê a duplicação de um trecho de 8,70 quilômetros, iniciando logo após o trevo Carimã (acesso para a Ponte Tancredo Neves) e seguindo até o portal de entrada do Parque Nacional Iguaçu.

Também serão implantadas vias marginais, passeios, ciclovia, uma nova ponte sobre o Rio Tamanduá, passa-faunas, iluminação com LED e quatro viadutos, incluindo um viaduto de acesso ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu.

O edital prevê ainda a restauração e conservação do pavimento existente da BR-469. O prazo para a entrega de todos os serviços, uma vez concluída a licitação e assinado o contrato, é de 18 meses.

A BR-469 é a única via de acesso ao aeroporto e às Cataratas do Iguaçu, além de concentrar empreendimentos de grande porte do setor de hotelaria e de eventos.

duplicacao-av-das-cataratas
Foto: Geraldo Bubniak/AEN.

Agora a comissão de julgamento do DER/PR vai analisar as propostas de preços e publicar o resultado em Diário Oficial e no portal Compras Paraná, classificando as empresas e/ou consórcios que apresentaram as propostas mais vantajosas para a administração pública.

Essa publicação já convocará as classificadas para a próxima etapa da licitação, a sessão de abertura de envelopes com documentos de habilitação, que também serão analisados pela comissão. Há um período de cinco dias úteis para interposição de recursos, e igual período para contrarrazões, em cada etapa.

A licitação da duplicação da Rodovia das Cataratas acontece na modalidade Concorrência Pública, em que o vencedor é definido pela proposta de preço mais vantajosa e pela habilitação de sua documentação.

Comentários

Deixe a sua opinião