As obras de duplicação da Rodovia das Cataratas, em Foz do Iguaçu, têm avançado rapidamente no início deste ano. O Governo do Estado, através do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), está duplicando a BR-469 em um trecho de 8,7 quilômetros, entre o trevo de acesso à Argentina e o portal de entrada do Parque Nacional Iguaçu, onde ficam as Cataratas do Iguaçu.

O investimento é de R$ 129,66 milhões, resultado de uma parceria entre o governo estadual, o governo federal e a Itaipu Binacional. Além da duplicação, também serão construídas vias marginais, passeios, ciclovia, uma nova ponte sobre o Rio Tamanduá, passagens para animais, iluminação com LED e quatro viadutos: no km 2,2, no km 3,9, no km 7,6 e no acesso ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu.

Obras de duplicação br 469 - Foz

Em dezembro, foram realizados serviços como a construção de 1.024 pré-lajes para o viaduto do km 2,2 e a montagem de cinco estruturas de aço das vigas pré-moldadas da obra de arte especial. Também está em andamento no km 2,9 os trabalhos de uma passagem para animais, que é uma tubulação de concreto para o deslocamento de animais por baixo da rodovia, evitando atropelamentos e causando o menor impacto ambiental possível.

Além disso, estão em andamento a montagem do canteiro de obras para os colaboradores, laboratório de campo de pesquisa, central de carpintaria, tanque de lavagem dos caminhões betoneiras de concreto, entre outros.

Neste mês, entre os serviços a serem realizados estão a continuidade da terraplanagem, início da construção da estrutura do viaduto do km 2,2, montagem de pré-lajes da ponte sobre o Rio Tamanduá, drenagem e escavação de bueiros, além dos serviços de conservação da rodovia como capina manual, desobstrução de sarjeta, pintura de barreiras duplas de concreto e limpeza das placas de sinalização.

Até o momento, a duplicação da Rodovia das Cataratas está com cerca de 2% de execução, com previsão de entrega para o fim do primeiro semestre de 2024.

Obras de duplicação br 469 - Foz

CAUTELA – O DER/PR ressalta a importância dos usuários trafegarem com cautela pelo trecho durante o andamento das obras, devido à presença de funcionários e maquinário, e utilizarem vias alternativas se possível.

Fonte: Assessoria AEN

Espaço Institucional.

Comentários

Deixe a sua opinião