O diretor-geral brasileiro da Itaipu, Anatalicio Risden Junior, foi eleito presidente do Comitê Brasileiro (Bracier) da Comissão de Integração Energética Regional (Cier), na última quarta-feira (15). Na mesma ocasião, o diretor técnico executivo, David Krug, foi eleito vice-presidente de Geração do Bracier.

“O entusiasmo na Itaipu é grande com o novo desafio”, afirmou Risden. “Vamos dar nosso melhor para promover a bandeira da integração eletroenergética regional, da qual somos um caso de sucesso de quase 50 anos.”

O Bracier é a representação brasileira da Cier, órgão sem fins lucrativos que reúne empresas e organismos do setor energético dos países membros. No Brasil, o órgão reúne empresas e entidades do setor elétrico brasileiro, entre elas, o Ministério de Minas e Energia, Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Eletrobras e Furnas Centrais Elétricas.

A missão do comitê é discutir políticas de integração e complementação nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia, com ênfase na interconexão de sistemas elétricos, nos intercâmbios comerciais e nas interdependências energéticas. Também promove o intercâmbio de informações e conhecimentos técnicos.

Já a Cier tem o objetivo de promover e favorecer a integração do setor energético na região, por meio de cooperação mútua entre os associados.

Outros pontos da missão são a gestão do conhecimento e a promoção de negócios sustentáveis. A sede da Cier é em Montevidéu, no Uruguai e, assim como o Brasil, cada país membro tem um comitê regional.

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, 2,8 bilhões de MWh. Em 2021, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 8,4% de toda a energia consumida pelo Brasil e 85,5% do Paraguai.

Comentários

Deixe a sua opinião