banner-foz-itaipu-foz

Hoje, dia 5 de junho, está sendo comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Esse dia tão especial foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para chamar a atenção de todos para os problemas que o meio ambiente sofre diariamente. E aqui em Foz do Iguaçu, a data é de grande importância.

Em Foz, a natureza e o meio ambiente estão sempre bem notados, ainda mais que estamos em região de preservação de fauna e flora do Parque Nacional do Iguaçu, então a data ganha mais significado ainda para os moradores. Por isso, ter um órgão que cuida sobre a educação ambiental, mostrando opções de sustentabilidade para desde cedo, é de extremo interesse a cidade.

A 100fronteiras também está celebrando o dia! Foto: 100fronteiras

Conversamos com a professora e gestora do Coletivo Educador Municipal daqui de Foz, que trabalha também na Divisão de Educação Ambiental, Roseli Barquez, sobre o meio ambiente em Foz.

A divisão cuida diretamente da parte educacional do Meio Ambiente, ou seja, ações de conscientização para estudantes de Foz do Iguaçu. Ela nos contou um pouco sobre como a Divisão de Educação Ambiental funciona e como a comunidade iguaçuense pode ajudar o meio ambiente.

“O objetivo principal é promover, desenvolver e avaliar políticas vinculadas ao projeto da Divisão de Educação Ambiental”, disse a pedagoga. “Nos últimos dois anos realizamos uma atualização do Plano Municipal de Saneamento Básico, elaboramos um Plano Municipal  de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica e atualizamos a política municipal de meio ambiente”.

No momento, um dos focos da Divisão de Educação Ambiental é a elaboração do Programa Municipal de Educação.

O trabalho na educação ambiental não para; desenvolvimento e apoio a ações que ajudam o meio ambiente estão sempre em andamento, assim como projetos e programa relacionados a educação ambiental formal (em escolas e centros municipais) e não formal (órgãos públicos municipais, associações e representações comunitárias).

Um dos projetos mais importantes que a Divisão de Educação Ambiental acompanha é o da coleta seletiva, e é nesse em que a comunidade e os órgãos públicos mais podem se ajudar e ajudar o meio ambiente.

Coleta Seletiva em Foz
Coleta seletiva em Foz do Iguaçu. Foto: Arquivo 100fronteiras/Prefeitura de Foz

“Para ajudar a melhorar o espaço de Foz é importante que o cidadão participe da coleta seletiva separando adequadamente os resíduos recicláveis” conta Roseli sobre a ação do dia a dia de cada um. “Destinando-os ao caminhão específico que passa uma vez por semana na rua da sua casa e que será encaminhado para as Unidades de Valorização de Recicláveis que são operadas por catadores e catadoras”, explica.

Roseli Barquez

Já os rejeitos que não são separados e apenas jogados no lixo, vão parar no aterro sanitário. A 100fronteiras fez, há pouco tempo, uma matéria explicando como o aterro sanitário é importante para Foz do Iguaçu inteira.

Por ser nossa amada casa, tanto Foz do Iguaçu quanto o planeta Terra inteiro, é de extrema significância que levamos a sério sua situação. Por décadas, até séculos, o meio ambiente do mundo vem sendo desmerecido e deixado de lado, e não podemos mais fazer isso; os recursos estão acabando, a fauna e a flora diminuindo, aquecimento global aumentando a cada dia… É um cenário desesperador, mas se cada um fizer sua parte, tanto cidadãos e as grandes indústrias, podemos reverter.

Faça sua parte hoje, no Dia Mundial do Meio Ambiente, amanhã, semana que vem, daqui 10 anos, sempre. O planeta Terra as gerações futuras agradecem!

Diálogos 100fronteiras

1 Comentário

Deixe a sua opinião