Participação na The Meeting Show, em Londres, visa fomentar o mercado de eventos e grupos de incentivo

A participação em mais um encontro internacional do segmento MICE (Meetings, Incentives, Conferences and Exhibitions) pode abrir as portas para o Destino Iguassu receber novos eventos e grupos de incentivo. Desta vez foi na The Meeting Show, realizada nos dias 27 e 28, em Londres. A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) esteve à frente da ação que contou também com a presença do Rio de Janeiro, São Paulo e Ceará.

A feira reuniu aproximadamente mil compradores, os chamados hosted buyers de todo o Reino Unido. A cada reunião – chamada de appointments – Alexandre Jung, gerente de Eventos do Iguassu CVB – Visit Iguassu; e Célia Andrade, da Secretaria de Turismo de Foz do Iguaçu; tiveram o compromisso de mostrar aos participantes como o Destino está estruturado para atender ao profissionalismo exigido pelo mercado internacional e às expectativas dos viajantes estrangeiros.

Aproveitando o bom momento do Brasil na Copa do Mundo, na Rússia, os representantes do Destino Iguassu vestiram a camisa verde amarela, símbolo da seleção de futebol e que chama a atenção do mundo inteiro. “A estratégia deixou o começo da conversa mais informal e inspirou os participantes a fazer negócios com o Brasil”, comentou Alexandre que percebeu um grande interesse dos compradores pelo Destino Iguassu devido ao número de reuniões pré-agendadas.

Estudos do Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), indicam que o turista do segmento MICE possui um alto poder de compra durante suas viagens. As estimativas são de que os gastos de uma pessoa que viaja para participar de feiras e congressos podem chegar a U$ 202,00, – cerca de R$ 800 – por dia. “A estimativa é de que o viajante que participa de um evento ou grupo de incentivo gasta cerca de três vezes do que o turista de lazer”, complementou Alexandre.

Comentários

Deixe a sua opinião