Malvina Solis mora em Puerto Iguazú há 19 anos. Ela e seu marido vieram, a princípio, apenas por um tempo, para trabalhar na área do turismo em Iguazú, mas acabaram ficando por aqui.

Nasceu em Resistência Chaco, cidade no centro norte da Argentina, e cresceu em Posadas, capital da província de Misiones. Apesar de sua naturalidade, Malvina diz se sentir Misioneira, teve seus dois filhos em Puerto Iguazú.  

Era para ser apenas uma estadia rápida, mas Puerto Iguazú acolheu ela e sua família. Malvina sempre trabalhou no setor de turismo e hotelaria, também ministrou aulas na área do turismo, mas teve que dar uma pausa, pois na época o trabalho exigia muito de seu tempo.

São várias as experiências: turismo, hotelaria, educação, institucional. Atualmente a nova colunista está trabalhando para o Governo da Província de Misiones, na área em que mais domina: o turismo.

Ela está atuando na promoção de toda a província de Misiones. Malvina explica o quanto o perfil do turista mudou depois da pandemia.

“Agora os turistas ficam por mais tempo no destino, procuram viajar para o interior em novos lugares, com novas experiências. No hotel antes ficavam em média duas noites e passavam pouco tempo aproveitando a estadia. Agora ficam entre 4 noites e aproveitam todo o espaço do hotel, a piscina, jantar e almoço. Então para o hoteleiro, essa foi uma grande transformação, e necessária.”

Malvina ressalta que essa mudança não foi apenas na Argentina.

O turismo interno na província de Misiones e em toda a Argentina começou a se reativar, com destaque para Moconá e os destinos emergentes na província.

Hoje, para ir ao interior de Misiones, a reserva precisa ser feita com pelo menos dois meses de antecedência, pois a estadia se tornou concorrida. Assim como a cidade de Posadas, que fica a 300km de Puerto Iguazú – mais ou menos 4h de viagem – onde muitos turistas vão de carro e ficam aproveitando a cidade, jantam e conhecem a região.

A paixão pela Tríplice Fronteira

Malvina tem 42 anos e, apesar da paixão que tem pela escrita, essa é a primeira vez que ela vai escrever para um portal.

“Gosto muito da comunicação em geral, considero muito interessante a conexão com os leitores. Acho que é um dos meus pontos fortes, eu gosto muito”.

Malvina chega ao portal 100fronteiras.com com dicas de roteiros, turismo rural e produtos da Argentina, então teremos uma especialista com informações de ouro para vocês, abordando vários temas, falando sobre a erva-mate argentina, entrevista com guias turísticos e várias outras novidades.

“Sou apaixonada pelo turismo, apaixonada pela minha terra, e muito orgulhosa de ser parte da Tríplice Fronteira que na verdade é uma área de integração onde todo mundo é amigo, é um lugar único no mundo. Somos muito afortunados de morar aqui, temos uma mente muito aberta quanto à multiculturalidade. Não somente por morar na Tríplice Fronteira, na integração de três países – que inclusive um deles tem o idioma diferente –, mas por ser um dos destinos turísticos mais importantes da América do Sul. Isso faz que todo mundo venha até a Tríplice Fronteira, venha até Iguaçu. O iguaçuense talvez não tenha viajado para o mundo, mas o mundo vem para Iguaçu e isso faz muito por nossa cultura. É um ponto muito forte que tem a ver com a nossa identidade. Além disso, eu realmente gostaria de mostrar a minha província, o meu país, apresentar aos irmãos brasileiros e paraguaios que realmente tem muito a ser descoberto aqui bem perto de Misiones.”

finaliza malvina.
Malvina Solis nova colunista do portal 100fronteiras.com
Malvina Solis com a bandeira da Argentina. Foto: Thaynara Pagno.

Comentários

Deixe a sua opinião