O município de Foz do Iguaçu está prestes a ganhar mais um representante no Congresso Nacional. O jornalista e comunicador Luciano Alves (PSD) deve assumir como deputado federal no início de fevereiro. Eleito terceiro suplente nas eleições de outubro de 2022, com mais de 24.8 mil votos, Luciano Alves ocupará a cadeira do deputado federal reeleito Sandro Alex (PSD), que deve se licenciar logo após tomar posse para reassumir como titular da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística no Governo Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) no Paraná.

Luciano Alves foi o candidato a deputado federal mais votado em Foz do Iguaçu no primeiro turno das eleições, com 18.639 votos, ou 12,91% do total. Em todo o Paraná, ele recebeu 24.865 votos, ou 0,41% dos votos válidos. Além dele, o município contará com a representação dos deputados reeleitos Vermelho e Fernando Giacobo, ambos pelo PL.

O PSD elegeu e reelegeu oito deputados no ano passado. Luciano Alves ficou como terceiro suplente, atrás do deputado estadual Rodrigo Estacho e do suplente de deputado federal Stephanes Junior. De acordo com fontes políticas, o deputado federal reeleito Sandro Alex aceitou o convite do governador Ratinho Junior para retornar à Secretaria de Infraestrutura e Logística, cargo que se licenciou no ano passado para participar do pleito eleitoral.

Sandro Alex deve assumir seu quarto mandato em 1º de fevereiro e se licenciar logo em seguida, abrindo caminho para Luciano Alves. Isso foi evidenciado pela presença de Sandro Alex na reunião de Ratinho Junior em Brasília (DF) com o ministro dos Transportes, Renan Filho. Além dele, do PSD devem compor o governo estadual o deputado federal eleito Beto Preto (que volta à Secretaria de Saúde logo após a posse) e a deputada federal reeleita Leandre Dal Ponte, indicada para ser titular da Secretaria Estadual da Mulher e da Igualdade Racial.

Novo secretariado

O governador Ratinho Junior já anunciou os nomes de 19 dos 24 membros do secretariado de seu segundo mandato. Em janeiro, ele revelou mais seis integrantes do primeiro escalão, incluindo cinco que continuarão nas pastas: Renê Garcia (Fazenda), Raul Siqueira (Controlador-Geral do Estado), Darlan Scalco (Chefe de Gabinete), Rogério Carboni (Secretaria de Desenvolvimento Social e Família), Aldo Bona (Ciência, Tecnologia e Ensino Superior) e a deputada federal reeleita Leandre Dal Ponte (Mulher e Igualdade Racial).

Outros nomes já definidos incluem João Carlos Ortega (Casa Civil), Elisandro Pires Frigo (Administração e Previdência), Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento), Sérgio Vieira Benício (Casa Militar), Eduardo Pimentel (Cidades), Luciana Casagrande Pereira (Cultura), Roni Miranda (Educação), Helio Wirbiski (Esporte), Ricardo Barros (Indústria, Comércio e Serviços), Marcelo Rangel (Inovação, Modernização e Transformação Digital), Guto Silva (Planejamento), Beto Preto (Saúde), Hudson Leôncio Teixeira (Segurança Pública) e Leticia Ferreira da Silva (Procuradoria-Geral do Estado).

Fonte: GDia

Espaço Institucional.

Comentários

Deixe a sua opinião