Aproximadamente 70 pessoas se candidataram para participar do programa que oferece ajuda gratuita a quem precisa
 
Dezenas de corações se uniram na noite da última quarta-feira, 27 de março, no segundo encontro de seleção de novos voluntários para atendimento no Centro de Valorização à Vida – CVV, realizado no Hotel Foz do Iguaçu, no centro da cidade. 
 
Aproximadamente 70 inscritos, de várias faixas etárias, se sensibilizaram por um mesmo objetivo: oferecer apoio para quem necessita por meio dos canais de atendimento gratuito oferecido pela ONG.
 
O CVV é uma organização não-governamental fundado em 1962, em São Paulo, por um grupo de jovens, que opera atendendo a pessoas com pensamentos suicida, desencadeados por diversos tipos de problemas ou fatores: pessoais, familiares, financeiros ou sociais. 
 
Daniele Mendes, vice-coordenadora, explica que, além disso, “O CVV é um lugar onde você vai encontrar uma pessoa que vai te ouvir. Vai ouvir teu sentimento, tua dor, tua angústia. É uma pessoa que te mostrar que ela está ali pra você, neste encontro de pessoa para pessoa”.
 
Este é o segundo encontro de seleção de voluntários para o atendimento. O primeiro ocorreu no ano passado e formou os primeiros voluntários já atuantes, mesmo assim, ainda são necessários reforços: segundo a instituição, o CVV encerrou o ano de 2018 com 3 milhões de atendimentos. Só em Foz do Iguaçu são 780 por mês. 
 
Os novos candidatos realizaram uma dinâmica integrativa de participação. Os possíveis voluntários também assistiram a uma demonstração de atendimento, na qual o exemplo foi um caso comum: uma adolescente de 16 anos grávida que, a princípio não sabe o que fazer, mas que após o atendimento se vê mais calma para tomar decisões.
 
“A gente acredita que o outro tem as respostas para as situações e que ele é capaz de tomar as próprias decisões” – reforça Daniele. “O melhor que podemos fazer é acolher a esta pessoa, ouvir e não julgar”. 
 
O CVV EM FOZ
 
O posto de atendimento do CVV em Foz do Iguaçu começou a funcionar em 5 de outubro de 2018. Hoje, são 25 voluntários que atendem das 19h às 23h. 
 
Cristiane Pimenta, coordenadora do posto do Centro de Valorização à Vida em Foz do Iguaçu, explanou sobre os canais de atendimento com ênfase no chat, plataforma de maior necessidade de voluntários hoje: “Os jovens se sentem mais à vontade no chat. É um lugar que está precário de voluntários, temos filas de 3h de pessoas aguardando para o atendimento” – avalia. 
 
CVV Web é uma plataforma de atendimento online totalmente gratuita na qual a pessoa que procura por ajuda ou que apenas quer conversar e desabafar pode encontrar voluntários disponíveis durante 24h durante todos dias da semana.

Comentários

Deixe a sua opinião