Colégio Sesi Internacional - display portal

A Fomento Paraná, a fim de facilitar o acesso às linhas de crédito pelos pequenos negócios, firmou uma parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A parceria visa utilizar o Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) como garantia adicional às operações financeiras, possibilitando que mais microempreendedores tenham suas necessidades de crédito atendidas pelo Banco do Empreendedor de Foz do Iguaçu.

“Muitas pessoas necessitam de crédito para impulsionar os seus negócios, mas possuem dificuldades de apresentar pessoas físicas como avalistas. Neste sentido, o Fampe surge como uma alternativa para que as micros e pequenas empresas também tenham suas necessidades de crédito atendidas”, explicou o coordenador do Banco do Empreendedor, Volnei Lampert.

O microempreendedor Maicon Menezes esteve no Banco do Empreendedor para formalizar a ação e salientou o excelente atendimento. 

“É um serviço rápido, prático e que tem a menor taxa de empréstimo no mercado. Estou super satisfeito com o atendimento e recomendo, principalmente para aqueles empreendedores que têm dificuldades e, na busca de crédito, acabam encontrando taxas bem altas que inviabilizam o empréstimo”, diz Maicon.

Banco do Empreendedor Foz.

Crédito para quem é MEI

Assim, com a garantia do Fampe, o microempreendedor individual (MEI) com o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) com mais de 12 meses ativos já pode adquirir crédito de até R$ 12,5 mil. 

Para isso é necessário pagar uma taxa para o fundo em média de R$ 288. Para as demais empresas o valor do financiamento pode ser de até R$ 20 mil, com uma taxa de, em média, R$ 576.

O Fampe é destinado a microempreendedores individuais, microempresas, empresas de pequeno porte, pequenas agroindústrias formalizadas, conforme parâmetros da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas.

O Banco do Empreendedor de Foz do Iguaçu está localizado na Av. Brasil, 1388, com uma equipe completa para dar todo o suporte e instruções aos microempreendedores que necessitam de crédito.

Comentários

Deixe a sua opinião