Entidade promove integração para ações e medidas que visem a reduzir prejuízos de empresas, preservar empregos, proteger vidas e estruturar o sistema de saúde

Desde os primeiros casos do novo coronavírus em Foz do Iguaçu, a ACIFI tem atuado em várias frentes para reduzir prejuízos de empresas, preservar empregos, proteger vidas e estruturar o sistema de saúde. A entidade tem coordenado e participado de intensa agenda de reuniões com instituições da iniciativa privada e poder público visando a superar os desafios de 2020.

Em menos de um mês de trabalho coletivo, é possível afirmar que a cidade ainda não tem a dimensão exata dos problemas de saúde pública e econômicos que enfrentará neste e nos próximos anos. Mas os primeiros resultados dessa união de esforços demonstram que a solução passa pelo associativismo, cooperativismo e pela sociedade civil organizada.

Para o presidente da ACIFI, Faisal Ismail, pode-se dizer que a entidade enfrenta um dos maiores desafios dos seus quase 70 anos de história, o que requer avaliar e reavaliar as decisões a cada momento.

“A entidade está concentrando todos os seus esforços para atender os seus 1,6 mil associados, milhares de empresários e a comunidade em geral”, afirmou.

Faisal Ismail ressalta que as medidas e ações realizadas pela entidade desde o início da pandemia começam a dar retorno, porém a maioria delas terá resultado em médio e longo prazo. “Ainda assim é importante olhar o todo para reforçar que não fazemos nada sozinhos”, completou o presidente da ACIFI.

“O nosso objetivo é contribuir com o desenvolvimento de Foz do Iguaçu. Assim, ratificando todas as nossas ações até aqui tomadas, priorizando sempre a vida de todo e qualquer cidadão, continuaremos trabalhando de maneira incessante para a retomada econômica e social de nossa cidade”, salientou o presidente do Conselho Superior da ACIFI, Walter Venson.

* Solicitação de diferimento de impostos municipais atendida pela prefeitura.

* Reivindicação de plano de retorno gradual e monitorado do comércio.

* Articulação com Itaipu Binacional e entidades componentes do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) e do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu (Codefoz) para as ações de incentivo ao restabelecimento da atividade econômica na cidade.

* Início da construção do plano para retomada econômica e social em conjunto com instituições parceiras da sociedade civil organizada.

* Manifesto, via Faciap, com sugestões e reivindicações econômicas ao Governo do Paraná para fazer frente à crise.

* Busca e liberação de linhas de crédito emergenciais junto a instituições financeiras parceiras.

* Apoio ao Sindilojas para melhor acordo com Sinecofi, com foco na manutenção dos empregos.

* Consultoria jurídica para entidades parceiras e empresas associadas.

* Ampliação dos canais de comunicação para orientar associados e empresários.

* Busca nacional e internacional de fornecedores para a aquisição de testes rápidos de coronavírus, ventiladores pulmonares e monitores multiparamétricos.

* Captação de recursos na iniciativa privada para investimentos de emergência na saúde pública e aquisição de EPIs.

* Apoio ao Grupo de Voluntários Pró-Heróis Coronavírus, que ajuda profissionais da saúde que atuam na frente de combate à pandemia.

* Reuniões de alinhamento com equipes da Saúde, Vigilância Epidemiológica, Fundação Municipal de Saúde e Prefeitura de Foz para definir boas práticas de prevenção à pandemia.

* Orientação de medidas sanitárias e higiene para proteger funcionários e clientes nos estabelecimentos.

* Mobilização de doações tendo como local de entrega o 34º Batalhão de Infantaria Mecanizado (34º BIMec).

Comentários

Deixe a sua opinião