Hoje, quarta-feira, 31 de maio, o Comtur (Conselho Municipal de Turismo) de Foz do Iguaçu celebra 63 anos de existência. O conselho desempenha um papel crucial na formulação e implementação da política municipal de turismo, além de desfrutar de diversos outros privilégios.

Ao longo dos anos, suas diretrizes foram alteradas pela legislação em 1977 e 1990, até que finalmente adquiriu a forma que mantém até o presente, com as modificações introduzidas a partir de 2001.

Entre as principais responsabilidades do COMTUR estão:

  • Propor e supervisionar a legislação de relevância para o turismo, com o objetivo de aprimorar a atividade turística e garantir a qualidade dos serviços oferecidos na cidade;
  • Formular e implementar a Política Municipal de Turismo, criando condições para o desenvolvimento turístico na cidade de forma a assegurar o bem-estar dos seus habitantes, dos turistas, e preservar o patrimônio natural e cultural da região;
  • Incentivar investimentos na região de Foz do Iguaçu provenientes do estado, do país e de entidades internacionais.

A Lei de Criação do Conselho Municipal de Turismo de Foz é assinada pelo prefeito Emilio Gomez no dia 30 de maio de 1960 e ele mesmo integra o Conselho sendo o seu primeiro presidente. O documento, mais do que curioso, representa as linhas principais de organização de uma sociedade que busca no turismo um caminho para o desenvolvimento.

A descoberta deste documento foi realizada por Elaine Mota, jornalista e turismóloga, e atual secretária executiva do conselho municipal. Como moradora de Iguaçu, Elaine foi encarregada de organizar o acervo e os documentos do Comtur de Foz.

“O turismo é a atividade econômica principal de Foz do Iguaçu, portanto, é de extrema importância que o setor prospere e os problemas sejam solucionados. Por isso, toda ação que o COMTUR discute e implementa para o desenvolvimento da atividade turística beneficia a cidade como um todo”.

destaca a secretária executiva do Conselho.
Elaine Mota, Secretária Executiva do Comtur – Foz. Foto: Divulgação.

Elaine Mota, que serviu a prefeitura por 32 anos e foi aprovada por concurso na secretaria do turismo antes de ser transferida para o conselho, tem uma ampla experiência na área.

Ela comenta com entusiasmo: “O COMTUR tem me proporcionado muitas alegrias. Além de acompanhar tudo que acontece no turismo, também tive a iniciativa de pesquisar sobre a história do conselho e do turismo em geral. Sou iguaçuense com muito orgulho, filha de pioneiros, meus pais tiveram um comércio na avenida Brasil na década de 40.”

Nesses 63 anos de Comtur, Elaine sente orgulho e prazer em fazer parte desta história: “Sinto uma grande sensação de pertencimento. Gosto muito do que faço, de estar em contato com tantas pessoas e de trabalhar para ampliar a documentação histórica do COMTUR e do turismo da cidade.”