A feira de exposição do setor da construção civil já tem ampla tradição em Cascavel, cidade onde tudo começou. Idealizada por Edinho Milanezi, a ExpoConstruindo iniciou como um portal de notícias e uma revista segmentada ao setor.

“Através da revista realizamos a primeira edição da ExpoConstruindo em 2015, com 40 expositores, bem em meio a crise da construção civil. Isso ajudou a fomentar não só as empresas participantes, mas aproximou o comprador do vendedor naquele momento. Depois, em 2016, tivemos 80 expositores, depois 120, 150 e em 2020 pretendíamos fazer em Cascavel, Florianópolis, Arapongas e em Foz do Iguaçu, mas com a pandemia tivemos que adiar. Agora, depois de dois anos parados, estamos muito contentes em retomar a feira e realizá-la em Foz do Iguaçu, uma cidade promissora nesse setor”, destaca Edinho Milanezi. 

A ExpoConstruindo 2022 começou em Cascavel, em junho, agora será realizada em Foz e ao final do mês segue para Toledo.

Pela primeira vez em Foz do Iguaçu, a ExpoConstruindo será realizada no Centro de Convenções nos dias 6 a 9 de outubro (quinta a domingo) cerca de 60 empresas vão participar, a feira terá quase 100 estandes. Os visitantes terão a oportunidade de conferir todas as novidades do setor, desde o projeto até o acabamento. 

“É um lugar onde as principais empresas do setor se reúnem para apresentar seus produtos e também uma oportunidade para que aquelas pessoas que desejam construir ou reformar possam tirar suas dúvidas e conferir os melhores produtos do mercado. Nosso objetivo com a ExpoConstruindo é realmente diversificar o setor para que essas pessoas possam ter esse contato com seus fornecedores. Temos tradição em Cascavel, com a feira sendo realizada também em Foz acreditamos que a Expo se consolidará no calendário de eventos da cidade”, revela Edinho Milanezi.

Edinho Milanezi
Edinho Milanezi.

A feira, além de receber visitantes da região, também é uma oportunidade para os estudantes das áreas de arquitetura e engenharia adquirirem conhecimento sobre o setor. 

“É uma grande oportunidade para os compradores e, principalmente, uma vitrine para as empresas do segmento, pois elas têm a chance de fazer contato direto com potenciais clientes. Muitos negócios costumam ser fechados durante a feira e em Foz não foi diferente, superou nossas expectativas tanto em público visitante quanto financeiramente, ultrapassando a movimentação de R$5 milhões em negócios”.

Como Foz do Iguaçu atualmente vive um verdadeiro canteiro de obras, com projetos estruturantes sendo executados e muitos empreendimentos residenciais e comerciais em andamento, o objetivo é que em 2023 a feira volte à cidade e continue movimentando esse setor tão essencial para a economia da região. 

“Acreditamos no potencial da cidade. Vimos isso na prática ao trazer a ExpoConstruindo para Foz. Agora é começar a pensar na próxima edição e colher os frutos do sucesso que foi o evento na cidade”. 

finaliza Edinho Milanezi. 

Veja a entrevista com o idealizador da ExpoConstruindo, Edinho Milanezi.

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras e recentemente conquistou pela 100fronteiras o primeiro lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo.

Comentários

Deixe a sua opinião