Quer entender melhor sobre o universo autista? E ainda se divertindo? Então, confira a lista de filmes e séries que separamos para aproveitar seu fim de semana!

1Atypical
A série britânica que estreou em 2017 já tem três temporadas. Conta a história de Sam, um adolescente com autismo que decide arrumar uma namorada. A produção trata o autismo de forma sensível e bem-humorada, retratando tanto o ponto de vista do protagonista quanto o de sua família.

capa série atypical
Capa da série Atypical

2Touch
Em Touch, conferimos a história de Martin Bohm, que, após perder a esposa nos ataques de 11 de setembro, precisa lidar sozinho com a criação de seu filho autista de 10 anos, Jake. Entretanto, Jake possui um dom especial. Enquanto o pai vê apenas uma série de números, Jake consegue enxergar um universo inteiro de conexões, de pessoas que podem e vão “tocar” a vida uma das outras. Com isso, Jake traz um novo sentido para a vida de Martin, que precisa seguir estes números e encontrar pessoas por diversas razões diferentes. Para ajudá-lo, Martin encontra o professor Arthur DeWitt, um especialista em crianças com este tipo de dom. Ao mesmo tempo, o pai precisa lidar com a assistente social Clea Hopkins, responsável por avaliar a situação do pai e do filho

Capa da série Touch

3The Good Doctor
A série trata-se de um drama médico que já está na sua quarta temporada. Shaun Murphy é um jovem médico autista que passa a trabalhar como cirurgião em um renomado hospital. Enquanto usa seus talentos para salvar vidas, ele precisa a todo momento provar sua capacidade, e se ajustar à rotina.

Capa da série The Good Doctor

4Amor no Espectro
O reality aborda como é encontrar o amor, e lidar com as relações amorosas para pessoas com a síndrome do espectro autista. “É uma série que mostra o autismo na vida real, sem o viés da ficção ou de extrapolar a forma como é realmente o autismo. E a série é interessante porque ela desmistifica muitas ideias que rodeiam o transtorno”, disse Paulo Martins-Filho.

Capa reality Amor no Espectro

5Farol das Orcas
O autismo no filme é retratado com muita delicadeza, sempre se preocupando em deixar claro que o autismo não é uma doença, mas sim uma característica neurológica da pessoa. Esta característica é um dos motivos que os pais (homens) abandonam o filho autista com a mãe, pois não aguentam a responsabilidade.

Capa filme O farol das Orcas

6O Contador
Desde criança, Christian Wolff sofre com ruídos altos e problemas de sensibilidade, devido ao autismo. Apesar da oferta de ir para uma clínica voltada para crianças especiais, seu pai insiste que ele permaneça morando em casa, de forma a se habituar com o mundo que o rodeia. Ao crescer, Christian se torna um contador extremamente dedicado, graças à facilidade que tem com números, mas antissocial. A partir de um escritório de contabilidade, instalado em uma pequena cidade, ele passa a trabalhar para algumas das mais perigosas organizações criminosas do mundo.

Capa filme O contador

E aí, gostou? Então deixe sua opinião nos comentários e indique para seus conhecidos!

Comentários

Deixe a sua opinião