Search

Empresária Bruna Wan fala sobre a Geração tech

Responsável por administrar o Shopping Lion, legado de seu pai, Bruna Wan, hoje mais experiente, vai além e expande seus negócios para a capital paraguaia, além de abrir uma marca própria e consolidar-se como digital influencer.

Há um ano, a empresária e digital influencer contou para a 100fronteiras os desafios de assumir o shopping e posicioná-lo no mercado.

Bruna nasceu antes da era digital, mas entrou no mundo dos negócios no momento em que a tecnologia gritava por espaço nas empresas. E ela ouviu esse grito. Encarregada de assumir o Shopping Lion, em Ciudad del Este, Paraguai, a jovem empresária se viu no desafio de integrar a empresa com as mídias sociais, mas sem perder a essência da humanização no atendimento. “Hoje, rede social, humanização e tecnologia está tudo conectado, e o empresário saber disso é o grande diferencial. Então se as empresas não se atualizarem, não ficarem ciente disso, elas vão perder mercado”, alerta.

Para isso, Bruna investiu na modernização do sistema interno da empresa, além de usar as redes sociais como um canal de divulgação da marca, aproximando os clientes do shopping. Também passou a estudar o comportamento das pessoas, colocando-se no lugar dos clientes e analisando a forma como eles compram, porque – apesar de hoje o mundo ser totalmente digital – ainda existem pessoas resistentes à tecnologia, que preferem o tradicional contato humano. “O grande desafio é proporcionar essa integração ao mesmo tempo.”

Apesar do dilema quanto a isso, Bruna destaca que não há uma fórmula perfeita, pois cada negócio é único e cada pessoa tem um perfil. O dela é expandir cada vez mais os negócios, por isso está para lançar um site de e-commerce que proporcione ao cliente a experiência não apenas de comprar o produto, mas de ter esse contato humanizado. “O empresário precisa saber que vender por vender não vai fazer o cliente permanecer no seu negócio, é preciso agregar valor, criar uma história com esse cliente, deixar uma marca, porque aí ele não vai lembrar da sua empresa pelo preço que pagou em determinado produto, e sim pela experiência que ele teve nessa compra. Então, seja na loja física ou virtual, as pessoas precisam ter a mesma experiência, e isso só é possível quando o empresário entende a importância de gerar esse contato humano.”

Você também pode

Bruna, assim como milhões de jovens empreendedores no mundo, é movida pela vontade de melhorar a sociedade, seja com um novo produto no mercado ou com um conselho ou uma ideia pessoal. “Eu trabalho porque eu gosto, eu gosto de construir, de fazer a diferença e de poder estar melhorando as coisas. No entanto eu sei que o ser humano não precisa de muito para viver. Estar bem consigo mesmo e poder de alguma forma fazer diferença onde atua já é o bastante.”

Com isso, Bruna entende que hoje o foco da sua vida é construir e dar prosseguimento a novos negócios, influenciando as pessoas a acreditarem em seu potencial e não desistirem na primeira dificuldade. “Você não pode parar no primeiro ‘não’ que receber. Sempre existem outras possibilidades, então é preciso ter ousadia para arriscar, mas ao mesmo tempo ter os pés no chão e saber que as coisas mudam muito rápido, por isso precisamos nos reinventar a cada dia. A minha mente não para, eu vivo cheia de ideias porque o mundo é assim, as tecnologias surgem e se inovam a todo instante, então eu sinto que preciso estar antenada com o que acontece a minha volta. Eu adoro sentar e trocar ideia, gosto de compartilhar meu conhecimento e minhas experiências profissionais, porque querendo ou não eu estarei aprendendo coisas novas também. A gente não encontrou uma forma diferente de empreender, porque tudo o que está aí no mercado já existia antes, o que a gente fez foi reinventar e melhorar os produtos.”

E quanto ao segredo do sucesso, Bruna frisa que o principal é não ter medo de fazer coisas novas, é sair da zona de conforto, sabendo que a tecnologia está aí para ajudar os empresários e empreendedores a expandirem seus negócios. “Não podemos confiar 100% em nada nessa vida, mas a tecnologia veio para facilitar o dia a dia dos negócios. No entanto é preciso manter um equilíbrio entre o on-line e off-line, sabendo que a internet não substitui o contato humano e que, apesar da comodidade que ela nos proporciona, precisamos manter nossa mente estimulada. Quanto mais equilíbrio, mais resultado você consegue, porque bem ou mal a gente acaba se rendendo à tecnologia”, finaliza a empresária.

Fotos: Armando Abdias
Cabelo: Talita Farias

 

Participe da comunidade 100fronteiras. Apoie o jornalismo local!

Apoiando o jornalismo local, você valoriza a sua cidade, seu estado e seu país.

Nossa equipe está diariamente trazendo notícias da Tríplice Fronteira, apresentando novos lugares, com isso você receberá conteúdos exclusivos e brindes.

Participe já do nosso grupo do WhatsApp ou interaja em nosso Telegram.

Nos encontramos lá, até mais!

Participe da Comunidade 100fronteiras

Os membros nos ajudam a fazer as coisas que amamos, como conectá-lo a comunidade trinacional e mantê-lo atualizado. Junte-se a 100fronteiras para apoiar o nosso trabalho.



One thought on “Empresária Bruna Wan fala sobre a Geração tech

Deixe um comentário e participe da Comunidade 100fronteiras