A UNILA vai destinar cerca de R$ 200 mil, com recursos da Fundação Araucária, para projetos de extensão e pesquisa voltados para a formação de lideranças e empoderamento de mulheres do campo e da cidade.

O Edital do Programa Mulheres Paranaenses vai selecionar sete projetos que poderão ser capacitações, cursos de formação e divulgação de práticas inovadoras. As propostas podem ser encaminhadas por professores da Universidade, até o dia 27 de junho.

O objetivo é promover a aproximação de acadêmicos da graduação e pós-graduação em atividades extensionistas e de pesquisa voltadas para mulheres.

“O principal diferencial deste edital é que se trata de um edital conjunto de Pesquisa e de Extensão. Além disso, é um edital temático que vai focar na seleção de sete projetos para realização de ações voltadas para as mulheres. O Programa tem uma preocupação em abordar questões femininas, como a formação de lideranças, a formulação de políticas públicas voltadas para as mulheres, o acesso a inovações tecnológicas e a reflexão sobre a saúde da mulher”, destacou a pró-reitora de Extensão da UNILA, Kelly Sossmeier.

Docentes da UNILA podem submeter as propostas até o dia 27 de junho. Os projetos propostos poderão ser em todas as áreas do conhecimento que apresentem aderência aos Novos Arranjos de Pesquisa e Inovação no Paraná (NAPIs), fomentados pela Fundação Araucária e o Conselho Paranaense de Ciência e Tecnologia, como agricultura e agronegócio; biotecnologia e saúde; energias inteligentes; cidades inteligentes; educação, sociedade e economia, entre outros. Além das áreas citadas, será valorizada a aderência das propostas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

UNILA lança edital para fomentar pesquisas e projetos de extensão voltados para mulheres

Para a pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Danúbia Frasson Furtado, o Edital é uma forma de alavancar projetos da Universidade que já trabalham com mulheres.

“A gente acredita que essas áreas que o Edital vincula são essenciais para conseguir defender e mostrar o poder da mulher paranaense e da nossa região do Oeste do Paraná. Sabemos que muitos pesquisadores já atuam, de forma indireta, com essas temáticas. Agora, com esse fomento, será possível trabalhar de forma mais direcionada e até criar novos projetos que discutam essas temáticas”, salientou.

Lançado no mês de março, o Programa Mulheres Paranaenses: Empoderamento e Liderança é uma iniciativa da Fundação Araucária e da Superintendência Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Em sua primeira edição, o objetivo é apoiar financeiramente instituições de ciência e tecnologia paranaenses para a implantação e o desenvolvimento de programas voltados à formação de lideranças femininas, por meio de capacitações e divulgação de práticas inovadoras.

Comentários

Deixe a sua opinião