banner-foz-itaipu-foz

No levantamento mensal do Centro de Pesquisas Econômicas e Aplicadas da UNILA (Cepecon), foi apontado que o preço da carne aumentou em 5,7% em comparação com o mês de março, e que outros produtos da cesta básica também tiveram um sobrepreço de 1,69%.

Os destaques na mudança de preços da carne em Foz do Iguaçu estão nos custos do lagarto, com 13,8%, no preço da costela, com 13,1% e também no preço da paleta, com 12%. 

Segundo pesquisadores do Cepea (Centro de Pesquisas Econômicas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), isso ocorreu por causa da oferta restrita de boi gordo pronto para o abate e das exportações, mantendo assim baixa a quantidade de carne disponível nos mercados.

Com esse acréscimo do preço da carne bovina, muitos consumidores estão comprando o frango, fazendo a demanda subir e consequentemente também os preços. Em abril, o preço do frango aumentou em 9,5%.

Outra refeição que também ficou mais cara foi o café da manhã; o famoso pão francês aumentou em 5,3%, o leite UHT (Ultra-High Temperature) em 2,4% e o café moído aumentou em 7,8%.

O caso de aumento no custo foi também para as hortaliças. O repolho teve uma alta chocante de 50,5% em abril, assim como a couve (12%), cheiro-verde (18,1%). A única hortaliça que apresentou uma queda no preço foi a alface, estando 1,2% mais barata.

Com a Quaresma, houve também a queda do preço da batata, ficando 7,5% mais barata nesse mês, pois não houve tanta procura, mas a expectativa é que aumente novamente.

O relatório completo pode ser encontrado no site da Cepecon.

Diálogos 100fronteiras

1 Comentário

Deixe a sua opinião