O secretário de Estado da Tributação (SET) divulgou nesta segunda-feira (12) as novas quotas de Impostos de Consumo Seletivo (ISC) para bebidas e perfumes.

As taxas de desconto terão vigor até 31 de outubro deste ano, segundo informação repassada pela imprensa do país.

Este é um pleito antigo dos comerciantes de Ciudad del Este, para poder fazer uma melhor concorrência das lojas francas de Foz do Iguaçu. A medida foi tomada como forma de ajudar a alavancar a economia e diminuir as dificuldades trazidas às empresas pela pandemia do novo corona vírus.

No caso de bebidas como sidra e destilados com teor alcoólico até 10ºGL, a incidência do imposto cai pela metade: de 8% para 4%, mesmo percentual que vinhos, conhaques, vodca, uísques e outros produtos.

Já no corte tributário de perfumes, águas de colônia, itens de beleza e maquiagem é de três pontos percentuais: de 5% para 2%.

Com isso, o país espera que as empresas melhorem suas condições financeiras, podendo assim, mitigar fatores, como a cotação do dólar, que influenciam nas compras da clientela brasileira.

O que não muda?

As frutas, vinhos naturais ou doces, champanhe e outras bebidas equivalentes, embaladas com graduação alcoólica superiora 10% até 30% Vol. a 20º Celsius, as taxas permanecem também em 4% até outubro.

Efeitos causados pela pandemia

É nítido que o centro comercial de Ciudad del Este foi um dos mais afetados desde a chegada da Covid 19 em 2020. A redução do volume de vendas chegou a 95%, segundo estimativas da Câmara de Comércio local.

De acordo com a conjectura de organizações trabalhistas e de comerciantes, mais de 70 mil pessoas da região ficaram sem alternativa de renda.

Penso não ser uma pessoa que saiba, mas que busca o conhecimento

Comentários

Deixe a sua opinião