Apesar das particularidades de 2020 com a chegada da pandemia de Covid-19, financeiramente falando o ano foi bom para a cooperativa Sicredi Vanguarda.

De acordo com o presidente Aldo Dagostim, a meta em janeiro era fechar o ano com R$ 72 milhões em resultados e a previsão se cumprirá.

“Tivemos um crescimento fantástico em 2020. Na parte humana ficamos muito frustados com essa pandemia e nos solidarizamos com todas as famílias. Mas em termos financeiros tivemos um crescimento muito bom. Devemos fechar o ano acima de 45% de crescimento”, destaca.

Aldo Dagostim, presidente do Sicredi, falou sobre o crescimento da cooperativa.

Fortalecimento da comunidade

Além do destaque financeiro, a cooperativa Sicredi também realizou um trabalho intenso com os associados. “Não deixamos ninguém na mão, todos os associados que nos procuraram nós buscamos atender da melhor forma possível”.

Segundo o presidente, o setor que teve maior destaque em 2020 foi o setor empresarial, pois foi o setor que mais teve necessidade de buscar linhas de crédito e prorrogações.

“O agronegócio se virou tranquilamente, liberamos muitos recursos, mas as empresas foram as que mais necessitaram. O Sicredi fez mais de 200 milhões de prorrogações de parcelas nesse período de pandemia, liberamos mais de R$ 200 milhões desses programas do Governo Federal, porém com recursos do Sicredi. Disponibilizamos ainda recursos próprio da cooperativa, atendendo todos os nosso associados”.

Sucesso da cooperativa Sicredi em 2020

Apesar de ser um ano atípico, o Sicredi inaugurou em 2020 um prédio próprio em Foz do Iguaçu, com mais de 2 mil metros quadrados. Um investimento em cerca de R$ 12 milhões. Na sequência inauguraram uma agência em Cascavel, que vem demonstrando um grande sucesso.

“O Sicredi tem feito todos os esforços para dar o melhor atendimento, valorizar as pessoas e mostrar que a gente é da comunidade. Tivemos um ano fantástico de poupança, crescemos muito, chegando a uma carteira de R$ 1 bilhão, só no Sicredi Vanguarda. As pessoas estão mais conscientes, estão guardando recursos”.

Aldo Dagostim presidente do Sicredi

A cooperativa também conquistou cerca de 20 mil novos associados nesse ano da pandemia.

Expectativa para 2021

Para o próximo ano haverá muitas novidades. Uma delas, de acordo com Aldo, é dar continuidade ao projeto da nova sede administrativa em Medianeira.

Além disso, abrir novas agências no Paraná e algumas em São Paulo e Rio de Janeiro. “Modelos de agências alternativas e voltadas só para negócios; agências digitais para inovar um pouco, com atendimento totalmente digital e também pensamos em começar no ano de 2021 a disponibilizar espaços coworking”.

Para finalizar, Aldo destacou que apesar de ser digital, o DNA do Sicredi é o relacionamento. “Gostamos de estar em contato com as pessoas. Queremos que elas vem até a agência”.

Patrícia Buche

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião