Ecomuseu abre a programação de aniversário de 32 anos, nesta segunda-feira (14)

796

Escolas, associações e instituições assistenciais vão participar de uma programação repleta de oficinas e atividades, de 14 a 19 de outubro

O quê: abertura da programação dos 32 anos do Ecomuseu, com oficinas de escultura em argila para pessoas com deficiência visual, pela manhã, e de teatro de sombras para pessoas com deficiência Auditiva, à tarde;

Pela manhã, a oficina será ministrada pela ceramista Maria Cheng para a Associação de Deficientes Visuais de Foz do Iguaçu – Adevifoz. À tarde, será a vez do teatro de sombras, guiado pelo artista Leonardo Pontes aos alunos da escola Escola Lucas Silveira, da Associação de Pais e Amigos dos Surdos de Foz do Iguaçu.

Local: Ecomuseu de Itaipu – Av. Tancredo Neves, 6001 – Jardim Itaipu

Data: segunda-feira, 14 de outubro

Horário: das 8h às 11h e das 14h às 16h.

Atenção, jornalistas:

Para cobrir as oficinas de segunda-feira (14), é necessário fazer o credenciamento até as 16h desta sexta-feira (11), impreterivelmente. Basta enviar e-mail para imprensa@itaipu.gov.br com os nomes dos integrantes da equipe que farão a cobertura.

Caso haja interesse no restante da programação, entre em contato com a Divisão de Imprensa, pelo e-mail imprensa@itaipu.gov.br, e informe qual atividade deseja cobrir. O contato deve ser feito com uma antecedência mínima de um dia da cobertura desejada.

 

Saiba mais

O Ecomuseu de Itaipu programou uma série de atividades para comemorar com a comunidade seus 32 anos, completos neste mês. Durante a semana de 14 a 19 de outubro, o local será sede de oficinas e atividades, do Encontro Regional de Cultura da Bacia do Paraná 3 (BP3) e ainda receberá os empregados da Itaipu e do Parque Tecnológico Itaipu para uma edição especial do Museu em Ação.

A comemoração foi planejada para agradar e incluir aos públicos mais diversos. Na manhã de segunda-feira (14), a artista plástica Maria Cheung ministra uma oficina de escultura em argila para integrantes da Associação de Deficientes Visuais de Foz do Iguaçu – Adevifoz.

À tarde, alunos da Escola Lucas Silveira, formada pela Associação de Pais e Amigos dos Surdos de Foz do Iguaçu, participam da oficina “Da sombra ao teatro: Teatro de sombras com formas animadas”, com o artista Leonardo Pontes.

Na manhã do dia 15, terça-feira, quem integra a comemoração são os idosos do Lar dos Velhinhos, com a oficina de criação de vasos a partir de recipientes de materiais de limpeza, com Luiz Nakasoni, artista plástico e empregado da Diretoria de Coordenação da Itaipu. Os alunos levarão para casa os vasos produzidos, cada um com uma muda de planta medicinal.

Também na terça-feira, à tarde, os alunos do colégio Najila Barakat, vizinho ao Ecomuseu, participam da oficina “Cabaças em cena: oficina de construção de bonecos de cabaça”, com Leonardo Pontes. Este material orgânico é amplamente utilizado na confecção de objetos decorativos, artesanatos e até da cuia de chimarrão.

O ponto alto será na quarta-feira (16), quando acontece o lançamento do livro “Ecomuseu de Itaipu 30 anos”, durante o Encontro Regional de Cultura da BP3. A obra foi elaborada a partir das pesquisas feitas para a exposição de aniversário de 30 anos do Ecomuseu, que foi aberta em 2017. Como a exposição viajou por municípios próximos, a equipe decidiu compilar a pesquisa em um livro que contemplasse também a pesquisa de história oral realizada.

Após o lançamento, previsto para as 9h30, os participantes do encontro assistirão às palestras “O papel dos museus nas cidades”, da professora adjunta da Faculdade de Artes do Paraná, Rosimeire Odahara Graça; e “O Sistema de Museus do Paraná e parceria com museus e bibliotecas para implantação do Pergamum software de banco de dados”, de Renê Wagner Ramos, coordenador do Sistema de Museus do Paraná. Também estão previstas apresentações do Coro Juvenil de Quatro Pontes, pela manhã, e do Trio Turiaçu, às 15h.

Arte e aprendizado

Os alunos da Associação Cristã de Deficientes Físicos de Foz do Iguaçu (ACDD) são os convidados da manhã de quinta-feira (17) para um “ateliê criativo”, onde poderão desenvolver a expressividade e a criatividade a partir de técnicas artísticas, explorando diferentes materiais, como argila, tinta, tecido, papéis e outros. À tarde, será a vez dos alunos de outro vizinho do Ecomuseu, o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Amina Barakat, participarem da atividade.

A sexta-feira (18) será dedicada aos integrantes do Programa Iniciação e Incentivo ao Trabalho da Itaipu (PIIT). Eles vão assistir à apresentação teatral “As Mil e Uma Noites”, mas com histórias menos conhecidas que as de Aladdin, Simbad e Ali Babá. A proposta é trazer histórias diferentes, trazendo mensagens de uma cultura que valoriza a congregação, o respeito e a paz.

Também está na programação dos jovens uma oficina de Comunicação Eficiente, com dicas para comunicar-se de forma mais eficiente e assertiva em contextos do trabalho e na vida cotidiana. São as “Communication Soft Skills”, que buscam desenvolver coerência entre o que comunicamos com o discurso e os gestos, posturas, entonações vocais, etc.

Empregados da Itaipu

A comemoração termina no sábado (19), que foi reservado para os empregados da Itaipu e do Parque Tecnológico Itaipu e suas famílias. Das 15h às 19h, eles poderão participar de oficinas, show de talentos, brincadeiras e ateliê de artes – uma edição especial do Museu em Ação, pensada com o maior carinho pela equipe do Ecomuseu para os colegas.

 

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,6 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. Em 2018, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

 




Deixe um comentário