Na sexta, 19, a Itaipu Binacional divulgou que o convênio para duplicação dos 8,7 quilômetros da Rodovia das Cataratas (BR-469) será assinado em setembro

Mais uma grande obra e de extrema importância para Foz do Iguaçu sairá do papel. A duplicação da Rodovia das Cataratas, único trecho que liga o centro de Foz com as Cataratas do Iguaçu e aeroporto, é um sonho antigo da cidade, já que a grande movimentação de carros e ônibus de turismo levantou o alerta quanto a segurança da via, além de ser uma das obras de infraestrutura mais importantes para o desenvolvimento do turismo de Foz do Iguaçu.

E para que a obra seja possível, foi firmado um convênio entre a Itaipu, Governo do Paraná, Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) e a Superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Paraná (DNIT-PR). O Secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos de Foz, Gilmar Piolla, destacou em uma publicação no seu Facebook, que a “adequação dos projetos executivos de engenharia e o licenciamento ambiental estão sob responsabilidade do Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística do Iguaçu – Fundo Iguacu”.

Imagem do vídeo de divulgação do projeto de duplicação da Avenida das Cataratas. (Reprodução Facebook de Gilmar Piolla)

Além disso, foi divulgado que a obra terá custo estimado de R$ 135 milhões e será financiada pela Itaipu (70%) e o Governo do Paraná (30%). “A Rodovia das Cataratas é o único elo de ligação da cidade com o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e o Parque Nacional do Iguaçu, além de outros atrativos turísticos, hotéis, bairros e condomínios. Duplicada, vai melhorar o fluxo de veículos, pedestres e ciclistas, e contribuir para alavancar a captação de investimentos, convertendo-se no principal eixo de desenvolvimento da cidade. Previsão é que as obras tenham início até junho do próximo ano”, destaca Piolla.

Foto em destaque: Lilian Grellmann

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião