Colégio Sesi Internacional - display portal

100f: Quem é Fernando Moraes?

Fernando Moraes: Sou empresário, presidente eleito da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná – FACIAP – e presidente da Associação Comercial e Industrial de Londrina – ACIL. Sou conselheiro do Sebrae/PR.

Administrador de empresas, diretor comercial do grupo Móveis Brasília, principal revendedor de celular do Sul do País, segundo principal grupo da Vivo no Brasil e primeiro no Sul do País, com mais de 700 colaboradores.

Sou certificado pelo Programa de Desenvolvimento de Executivos da ISE Business School, em São Paulo, e pelo Programa de Desenvolvimento de Competências de Liderança da IESE Business School, em Barcelona (ES).

100fQuando foi o seu primeiro contato com a Faciap?

Fernando Moraes: O contato com a Faciap teve início em 2014, quando passei a integrar a diretoria da ACIL (Associação Comercial e Industrial de Londrina).

Porém, nos últimos dois anos, quando assumi a presidência da entidade, me aproximei muito mais da Federação, participando com frequência de reuniões e algumas ações.

Em especial, nestes últimos seis meses, passei a me dedicar com mais profundidade a esta possível transição.

100f: Como surgiu a vontade de se candidatar à Presidência da Faciap?

Fernando Moraes: Foi uma decisão natural da aproximação e do trabalho desenvolvido em conjunto com a Federação.

100f: Imaginava que seria eleito?

Fernando Moraes: É difícil prever algo neste sentido. Mas o importante é que as coisas aconteçam naturalmente e com boa recepção das outras pessoas, principalmente aquelas que já estão envolvidas com a Federação e esperam o melhor para ela.

100f: O que as Associações Comerciais do Paraná (associadas) podem esperar da sua gestão?

Fernando Moraes: Um trabalho para fortalecer as associações institucionalmente, através de ações que prezem pelo associativismo, além de produtos competitivos. Para isso é preciso a união de todos.

Fernando Moraes presidente Faciap
O empresário Fernando Moraes é o novo presidente da Faciap.

100f: Quais projetos para o mandato?

Fernando Moraes: Iremos dar continuidade ao trabalho executado até aqui pelo atual presidente Marco Tadeu, alinhando estratégias para fortalecer cada vez mais as coordenadorias e as associações comerciais de todo o estado, em especial, das pequenas cidades.

Precisamos que todas as associações estejam no mesmo contexto, falando a mesma língua. Assim, será possível colaborarmos para o desenvolvimento do Paraná como um todo.

A Faciap é hoje a federação mais capitalizada do estado, com 294 associações. E queremos deixá-la ainda mais atuante e em evidência. Com a união de todos, temos condições de fazermos mais pelo Paraná e pelos empresários.

100f: Qual a importância da Faciap para as empresas associadas?

Fernando Moraes: A Federação é a voz do empresário paranaense. É quem representa os interesses de seus associados perante as instâncias públicas.

É ela quem tem também o papel de fortalecer as associações comerciais para que estas atuem como instrumentos para o desenvolvimento econômico e social de suas empresas associadas.

Pensar soluções em produtos e serviços está no DNA da entidade, assim como atuar contra a alta tributação e a burocratização, por exemplo.

100f: Qual é sua expectativa para a economia em 2021, no pós-pandemia?

Fernando Moraes: Até a chegada da vacina, teremos uma recuperação um pouco mais lenta da economia. Após a vacina, o desenvolvimento econômico será mais acelerado.

Mas a gente precisa das reformas, que atrasaram com a pandemia. É preciso fazer a reforma tributária e a reforma administrativa para termos um ano melhor.

100f: Que mensagem que gostaria de deixar?

Fernando Moraes: A pandemia apresentou um cenário desconhecido para todos nós e só foi possível atuar diante dela graças ao diálogo e ao trabalho em conjunto.

No pós-pandemia não deve ser diferente. As empresas ainda estão se reorganizando, revendo seus modelos de negócios e precisando de suporte.

Acredito que com a união e o diálogo entre os setores seremos capazes de fazer um Paraná mais forte e desenvolvido para as nossas empresas.

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras e recentemente conquistou pela 100fronteiras o primeiro lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo.

Comentários

1 Comentário

Deixe a sua opinião