Cuidando de quem cuida: Hospital Costa Cavalcanti oferece serviço psicológico para equipe de frente à covid-19

Objetivo é manter os profissionais com a mente saudável em meio ao estresse causado pelo enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Eles têm sido reconhecidos pelo trabalho frente à pandemia como verdadeiros heróis. E são mesmo. Mas por trás dessas pessoas, existe o lado humano: de quem cansa e também sente medo. Para ajudar os profissionais do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC) a preservarem a saúde mental de seus profissionais nesse período, a instituição tem garantido conforto por meio de atendimento psicológico da teleorientação.

O serviço é voltado para os colaboradores que sentem necessidade de conversar com um psicólogo, seja por qualquer motivo relacionado à pandemia da covid-19.

Para a coordenadora do serviço de teleorientação do HMCC, Dra Ana Paula Romanini: “esse trabalho é essencial, pois para cuidar do outro, é preciso cuidar de si em primeiro lugar e, ao mesmo tempo, manter a integridade psíquica”.

A enfermeira Daiane Sosa está há quase seis anos no HMCC. Quando foi escolhida para trabalhar na ala exclusiva da covid-19 conta que ficou apreensiva.

“Mas também fiquei tranquilizada por saber que podemos contar com um serviço como esse”. Além disso, a equipe dispõe de todos os equipamentos de proteção, treinamentos e cuidados”, disse a enfermeira.

Para os colaboradores interessados em uma escuta qualificada, basta ligar no número informado internamente e falar com uma das três psicólogas disponíveis para o serviço (Aline, Barbara ou Bruna). A proposta é ouvir o colaborador, levando em consideração que o ambiente hospitalar tem rotinas muito intensas. “Os profissionais da saúde enfrentam situações que mobilizam o emocional e tudo isso pode se converter em fatores de risco para a saúde”, explicou a coordenadora do projeto.

Familiares – O serviço de teleorientação psicológica é oferecido também para familiares dos pacientes internados na Unidade de Tratamento Covid do HMCC.
A família pode procurar atendimento quando sentir necessidade, além da busca ativa que as psicólogas fazem diariamente.

O serviço conta também com humanização no atendimento. “É por meio desse contato que recebemos vídeos e áudios dos familiares para transmitirmos o carinho deles ao paciente internado, já que a visita presencial não é permitida”.

A equipe da Unidade de Tratamento Covid reforça a importância desse contato virtual. Mesmo sob sedação, ao escutar as mensagens, ao ouvir as vozes dos familiares, apresentam alterações nos sinais vitais, mostrando a todos que é possível humanizar o tratamento, seja com a presença ou com a ajuda da tecnologia.

Newsletter

Ama a tríplice fronteira tanto quanto nós? Assine a newsletter 100fronteiras e receba conteúdo exclusivo. Seu apoio aprimora nosso trabalho para que possamos ajudar a aprofundar sua conexão com Ciudad del Este, Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú enquanto investimos no futuro do jornalismo local.

Participe da comunidade 100fronteiras

Apoiando o jornalismo local, você valoriza a sua cidade, seu estado e a integração dos três países. Nossa equipe está diariamente trazendo notícias da fronteira, apresentando novos lugares, histórias. Assinando você receberá conteúdos e promoções exclusivas.

Entre em nosso grupo do Whatsapp. Apoie a mídia local!

Nos encontramos lá, até mais!



Deixe a sua opinião