Search

Corona Vírus na região da fronteira: o que está acontecendo?

Nas últimas semanas a OMS declarou estado de pandemia para o novo corona vírus (Covid-19), motivo de alerta para todos os países aonde o vírus está instalado. No Brasil os estados e municípios já estão tomando as devidas medidas profiláticas.
Em nossa região de fronteira vivemos vários dilemas, começando pelo pais vizinho, Paraguai, que já fechou as portas. Na manhã desta segunda-feira (16) o governo trancou as fronteiras terrestres, permitindo que apenas pessoas com documento de identidade paraguaio cruzem a ponte. Autoridades do país e caminhões com carga também são autorizadas a circular.
O país já vem se prevenindo desde o aparecimento dos primeiros casos, com cancelamento de eventos e aulas nas universidades, fato que afeta os muitos brasileiros que atravessam diariamente a fronteira para estudar.
O Ministério da Saúde Pública e Bem-Estar Social paraguaio informou também que todos os serviços de delivery, transporte de mercadorias e trabalhos em geral estarão suspensos pelo período de quarentena. Também foi estabelecido o toque de recolher para aqueles que permanecerem na rua entre às 20h e 4h; o não cumprimento ocasionará em multas. Trabalhadores noturnos só poderão operar com justificação.
No caso do nosso outro país vizinho, a Argentina, foram tomadas medidas semelhantes e por decreto as fronteiras terrestres, fluviais, marítimas e aéreas estão fechadas por 15 dias.
O país já totaliza 46 casos e duas morte. Escolas estão com aulas suspensas e grupos de riscos estão isolados. Grandes eventos que promovem aglomeração de pessoas estão suspensos durante a quarentena.
Em Foz do Iguaçu as escolas municipais já tiveram suas aulas suspensas e neste fim de semana entrou em vigor o Decreto n0 27.963 da Prefeitura de Foz do Iguaçu que dispõe de medidas protetivas.
Até o fim do mês a câmara de Foz suspendeu audiências públicas e eventos e gabinetes atendem a população pelos canais digitais.
Nesta segunda o prefeito Chico Brasileiro se pronunciou. “O que nós temos observado em outros estados do Brasil é uma velocidade muito grande que os dados apresentados já não batem. Os numéricos reais são sempre maiores que os oficiais. Essa velocidade precisa ser freada”, reforçou.
A prefeitura uniu forças com a Equipe Técnica do Hospital Municipal, a Equipe do Curso de Medicina da Unila e toda a equipe técnica de infectologistas da Secretaria Municipal de Saúde para elaborar as medidas de contenção e prevenção da doença.
Veja também algumas medidas de prevenção que devem ser tomadas:
• Lavar bem as mãos com àgua e sabão;
• Não compartilhe objetos pessoais;
• Deixar os ambientes bem ventilados;
• Ao tossir ou espirrar proteja com o antebraço ou lenço descartável;
• Evite aglomeração se estiver doente e evite cumprimentar as pessoas;
• Utilize álcool em gel;
•Evite o compartilhamento de Fake News sobre o assunto, para evitar situações de alarde!

Participe da Comunidade 100fronteiras

Os membros nos ajudam a fazer as coisas que amamos, como conectá-lo a comunidade trinacional e mantê-lo atualizado. Junte-se a 100fronteiras para apoiar o nosso trabalho.



Deixe um comentário e participe da Comunidade 100fronteiras