Copa de Beach Soccer marca inauguração de nova quadra na Vila A

609

Novo espaço vai colocar Foz do Iguaçu no circuito nacional do futebol de areia. Construção teve supervisão e patrocínio da Itaipu Binacional

O que: início da Copa de Beach Soccer e inauguração da nova quadra de futebol de areia na Vila A.

Quando: a partir das 18h30, desta terça-feira (27). A partida começa à 19h.

Onde: nova quadra de beach soccer, no quadrilátero formado pelas avenidas Gramado e Anhembi e as ruas Mussum e Marapá, na Vila A.

Atenção, imprensa: antes do início do jogo, haverá uma breve solenidade de entrega da quadra, com a participação do diretor de Coordenação de Itaipu, Newton Kaminski. Não será necessário cadastramento.

Mais informações

A Copa de Beach Soccer reúne 12 equipes de Foz do Iguaçu e marcar a inauguração da nova quadra da modalidade, construída pela Itaipu na Vila A. O campeonato começa no dia 27 de novembro e vai até 9 de dezembro, dando o pontapé inicial na programação esportiva do novo espaço. Os finalistas participarão da Copa Paraná, em fevereiro de 2019, em Matinhos-PR.

“A quadra ficou perfeita. Segue toda a estrutura que a Fifa determina. Está preparada para receber qualquer campeonato de nível mundial”, comentou Alekssandro Fogagnoli, que é dirigente da Confederação de Beach Soccer do Brasil (CBSB), entidade vinculada à CBF, e da Federação Paranaense de Beach Soccer (Febespa). Segundo ele, a nova quadra vai ser utilizada em forma de comodato pela Federação Paranaense.

Segundo Fogagnoli, a expectativa é de um calendário repleto de eventos no novo espaço. Ainda em 2018, nos dias 15 e 16 de dezembro, vai acontecer o desafio Costa Oeste x Costa Leste de Beach Soccer. As partidas vão colocar frente a frente a Liga Oeste de Beach Soccer, que reúne atletas de Foz e região, contra a Spartanos, de Matinhos, atual campeã paranaense, que representa os times do litoral.

Para 2019, já estão previstos campeonatos regionais, o circuito paranaense, jogos escolares e universitários, além dos torneios de base, nas categorias 13, 15 e 17 anos. “Queremos utilizar a quadra para um projeto social, com uma escolinha de beach soccer”, acrescenta Fogagnoli. Segundo ele, será o primeiro projeto do CBF Social, braço de responsabilidade social da Confederação Brasileira de Futebol.

Nova quadra

As obras da nova quadra de beach soccer começaram em 27 de agosto com prazo de entrega de três meses. Elas foram coordenadas pela Divisão de Infraestrutura e Manutenção da Itaipu e teve um custo de cerca de 250 mil reais. A quadra tem uma área total de 31×43 metros, incluindo os 500 metros quadrados de alambrado e espaço para área técnica. Foram colocados no local 600 metros cúbicos de areia.

Os próximos investimentos no novo espaço serão a construção de arquibancadas e a colocação de postes de iluminação. Está prevista, ainda, a criação do paisagismo no entorno da quadra e a construção de infraestrutura fixa, como vestiário e banheiros para uso dos atletas e do público.

A antiga quadra foi instalada no início de 2017, no Gramadão da Vila A, para receber a 1ª Copa Foz do Iguaçu de Beach Soccer, além de jogos da seleção brasileira. Após os campeonatos, a cancha ficou subutilizada. O pedido de mudança para o novo local foi feito pela Liga Iguaçuense de Futebol, considerando o novo endereço – entre as avenidas Gramado e Anhembi – mais adequado para a prática esportiva.

Copa de Beach Soccer

O confronto entre Os Intocáveis, da Vila C, contra São Roque Futebol Clube, às 19h de terça-feira (27) marca o início da Copa de Beach Soccer na nova quadra. Os jogos acontecerão ao longo da semana, sempre após as 19h. Nos fins de semana, as partidas começam às 16h.

A primeira fase reúne os 12 times em três chaves de quatro equipes com jogos todos contra todos. As partidas das quartas-de-final começam no sábado (8). As finais serão no domingo (9), com a grande final marcada para às 17h30.

 

 

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,5 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. Em 2017, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 86,4% do Paraguai.

Fotos: Alexandre Marchetti / Itaipu Binacional




Deixe um comentário