Consórcio do Sicredi ajuda a realizar sonhos

291

Associados garantem recursos para comprar casas e motos, além de realizarem viagens;

Modalidade está em crescimento no Brasil e na cooperativa

Serviço financeiro tipicamente brasileiro, o consórcio está crescendo no país, conforme apontam os dados da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (ABAC). De janeiro a novembro de 2018, a modalidade teve 2,36 milhões de adesões, que somaram um volume de R$ 96,3 bilhões, um crescimento de 8,3% na comparação com o mesmo período de 2017.

Na Central Sicredi PR/SP/RJ, o desempenho foi ainda melhor: 23% de aumento no volume comercializado em 2018 frente ao ano anterior, com o diferencial de contemplar 30% mais do que o previsto nas assembleias. Neste início de ano, a Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ resolveu tornar ainda mais atraente o produto: para o associado que adquirir um consórcio, a cooperativa pagará metade da primeira parcela. No Sicredi, em muitos casos, as compras de bens, produtos ou serviços, por meio de consórcios, representam a realização de um sonho para os associados.

“Eu tinha vontade de ter uma moto grande para pegar a estrada e viajar. Algumas pessoas me desencorajaram do consórcio por causa do tempo que levaria até a contemplação. Foi mais rápido do que eu imaginei: assinei o contrato em uma sexta-feira e, na semana seguinte, fui contemplado. Consegui o valor para comprar uma moto, boas taxas e realizei o sonho de entrar para o mundo do motociclismo”, conta o empresário e contador Leonardo Luiz Uberti Redin, associado de Santa Helena (PR).

 

 

Para a empresária Loreni Wolfart Cattani, foi uma boa opção para planejar o aniversário de 15 anos da filha mais nova. “Decidimos investir no consórcio Sicredi sem pressa e organizar as finanças para pensar no que faríamos na data. Com o passar do tempo, ela escolheu uma viagem para a Disney. Fomos contemplados alguns meses antes e já iniciamos outro consórcio para a formatura da nossa filha mais velha”, relata a associada da Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ.

O corretor e avaliador de imóveis Vanderlei Degasperi usou a modalidade para investir em sua área de atuação. “Tinha uma reserva de dinheiro que não dava para construir uma casa. Optei pelo consórcio e, com o dinheiro que havia guardado, dei um lance e fui contemplado. Com o recurso, construí duas casas, que estão sendo finalizadas e já estão alugadas”, relata. “Esse aluguel pagará as parcelas do consórcio, com taxas de administração diferenciadas no Sicredi. E os imóveis, depois de prontos, valorizarão de 30 a 50%, o que torna o consórcio uma excelente alternativa”, comenta Degasperi.

 

 

Reconhecimento

Em 2018, o Sicredi foi reconhecido pela ABAC na categoria “melhores práticas comerciais”. Nas agências, os colaboradores são capacitados para conhecer os produtos oferecidos pela cooperativa e identificar qual é o mais indicado para o associado naquele momento. Em geral, os cooperados buscam o consórcio para fugir dos juros e até mesmo como uma opção para poupar.

Além disso, no sistema cooperativo, o consórcio oferece uma ótima oportunidade para o associado e para a instituição financeira cooperativa. Explica-se: a taxa de administração gera receita para a cooperativa, que devolve uma parte do seu lucro aos associados, de acordo com a sua movimentação financeira. Portanto, é como se o associado recebesse parte do seu pagamento após as prestações de contas.

 




Deixe um comentário