Quando visitamos um lugar especial pensamos em muitas formas de levar um pedaço dele àqueles que mais amamos. Veja algumas dicas de presentinhos do atrativo

É impossível materializar uma grande experiência, mas um souvenir ou lembrancinha já ajuda a puxar na memória um momento que eternizamos na mente. Pensando nisso, o Parque das Aves tem uma loja completa de souvenirs com produtos que remetem à fauna e flora da Mata Atlântica, além de temas do Destino Iguaçu. Os itens vão desde enfeites para a casa, imãs de geladeira, chaveiros e bottons, até opções mais utilitárias, como canecas temáticas e camisetas com aves da Mata Atlântica. E muitos desses produtos são feitos por fornecedores locais ou que tenham fábricas não muito distantes do Parque e se preocupem com uma produção social e ambiental correta.

A ideia, segundo Jurema Fernandes, diretora administrativa do Parque das Aves, não é estimular o consumismo desenfreado algo que o atrativo, na verdade, combate , mas ajudar o visitante a apoiar uma causa levando um objeto cheio de significado para casa.

“Com a compra de souvenirs na loja do Parque, assim como o consumo nos restaurantes, o visitante acaba apoiando de maneira direta o trabalho que o Parque das Aves realiza, inclusive de resgate e abrigo de aves que sofreram com tráfico ilegal e maus tratos, além da conservação das espécies em risco de extinção, incluindo apoio financeiro de projetos em campo. Isso porque o Parque não recebe apoio e incentivos externos e trabalha de maneira independente”, comenta Jurema.

Pensando em cada detalhe

Para aqueles que viajam e a mala volta cheia de mimos para mãe, pai, irmão, tia, vizinha, amigos e até para o cachorro, as típicas pelúcias do tucano-toco ou do papagaio-chauá são provavelmente um dos itens que fazem mais sucesso. 

“Priorizamos as aves da Mata Atlântica, pois é o foco do nosso trabalho. Ainda mais porque a loja fecha o ciclo da visita do turista, e é um componente importante de Educação Ambiental que volta para a casa do  visitante junto com ele”, comenta Sueli Aparecida Freire, responsável pela loja de souvenirs do Parque. E Sueli ainda reforça que os materiais são sempre de qualidade, como por exemplo, as pelúcias hipoalergênicas.  

Artesãos e artistas locais

É muito mais pessoal dar lembrancinhas que têm um significado ou produtos confeccionados de forma manual. Por isso o Parque das Aves aposta no artesanato local na hora de compor o portfólio de produtos. E artesanato de inspiração é abundante na região da Tríplice Fronteira, veja pelo exemplo da artesã Angelita, de Foz do Iguaçu, que faz lindos chaveiros de feltro. Já o sr. Apolinar, conhecido como Polo, há mais de 15 anos oferece sua arte no Parque. São itens fabricados com pedra e biscuit, cuias com decoração do Parque das Aves e caneta de resina.

“A venda desses produtos auxilia na sustentabilidade econômica e ecológica dos moradores da região, além da valorização cultural”, diz Sueli.

Reutilizáveis

Diante de uma mudança consciente de cada vez utilizar menos o plástico, a loja oferece também produtos sustentáveis, como canudos reutilizáveis, copo e canudo de coco verde, além de copos de inox retrátil.

E a utilização de recursos que antes eram descartados acontece também na troca de ideias que acontece entre Sueli e os fornecedores. Por exemplo, quando a loja começou a vender canudos de aço inox e escovinhas de limpeza, ela decidiu pedir ajuda para a Dona Marlene, que há anos faz bolsas de patchwork para revenda na loja, para desenvolver um porta-canudos. O resultado ficou muito lindo, e hoje o saquinho de tecido que anteriormente era descartado é um dos campeões de vendas da loja.

“Foz do Iguaçu possui vários artesãos, justamente por isso o Parque das Aves aposta na arte e produção local, e quem compra adquire um produto de riqueza cultural da região do Iguaçu”, comenta Sueli.

Exclusivos

O Parque também trabalha no desenvolvimento de novos produtos, principalmente na linha de vestuário. No último ano, algumas estampas foram desenvolvidas com alguns artistas, utilizando principalmente os Pequenos Marrons da Mata Atlântica, aves que precisam se camuflar no chão da floresta para evitar os predadores e que são as estrelas da nova fase do Parque das Aves.

As linhas primavera/verão chegam com tecidos leves e coloridos. Há ainda a linha infantil (macacão, vestido e blusa) e linha adulta (moda praia, vestido, blusa, saia e quimono) desenvolvidas por fornecedores como Pierin, Trilha D’Água e Energia Natural, que há anos trabalham em parceria com o Parque.

Sobre o Parque das Aves

Com 25 anos de atuação e 250 colaboradores, o Parque das Aves é a única instituição do mundo focada na conservação de aves da Mata Atlântica. Possui 16 hectares de mata restaurada, 1.300 aves de 130 espécies diferentes, com três viveiros de imersão e um borboletário. O objetivo do Parque das Aves é atuar investindo significativamente para criar um impacto positivo para as aves da Mata Atlântica, principalmente as 120 espécies e subespécies em risco de extinção. O Parque das Aves recebe 830 mil visitantes por ano, sendo o atrativo mais visitado de Foz do Iguaçu depois das Cataratas.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião