Georg Haas compositor austríaco compõe canção inspirada nas Cataratas do Iguaçu

615

As Cataratas do Iguaçu já foram cenário para filmes, poesias, livros e novelas. E recentemente também foram homenageadas em forma de música instrumental 

Tudo aconteceu quando o compositor austríaco Georg Haas compôs uma canção intitulada Iguazú superior: antes de descer pela Garganta del Diablo (Alto Iguazú, antes de descer pela Garganta do Diabo).  A apresentação fez parte de um concerto musical realizado em Chicago, o UChicago Presents, com uma produção do Chicago Center for Contemporary Composition (CC0).  

A música de Haas foi formada por uma comissão da Fundação Musical Serge Koussevitzky e da Biblioteca do Congresso e teve como inspiração as Cataratas do IguaçuMatéria publicada no site Chicago Classical Review destaca que a obra foi inspirada no conjunto de quedas “que fica na fronteira Brasil-Argentina e é um dos maiores sistemas de cachoeiras do mundo. Os rios que chegam a ele realmente ganham velocidade até finalmente atravessar a Garganta do Diabo, uma passagem estreita que é mais alta que as Cataratas do Niágara. 

Em uma apresentação de 30 minutos, houve muitas dinâmicas de volume crescendo e decrescendo, começando num andamento de base aumentando conforme a música foi expandindo-seHouve uma batida rítmica entre os quatro percussionistas, dispostos em semicírculo ao redor do palco, cada um com seu próprio set de instrumentos.  

Aos poucos o som foi ganhando força, e o site ressalta ainda que, “apesar de ser uma única audição, a impressão geral era hipnótica, como ser arrastada por uma correnteA ausência geral de harmonia por um período tão longo mergulhou os ouvintes em uma nova linguagem de puro timbre que se estendeu ao longo do trabalho. O ponto culminante foi como uma hipotética corrida para a Garganta do Diabo, antes de afundar nos tremolos nervosos de blocos de madeira com os quais começou.  

Ao final da apresentação, Haas foi ovacionado pelo público presente. Apesar de não podermos presenciar essa apresentação, ficamos admirados e orgulhosos de ver mais uma vez nossas belas quedas tendo um destaque tão importante no cenário global. E agora aguardamos ansiosamente a vinda do músico austríaco às Cataratas para se apresentar diante do cenário que lhe serviu de inspiração. 

 



Formada em Jornalismo (UDC) e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas (Unila), atualmente é jornalista e editora na Revista 100fronteiras.


Deixe um comentário