O Dr. Julio Mazzoleni, ministro da Saúde, reportou hoje (8) que foram processadas 750 amostras, 101 delas positivas.

O chefe de saúde pública do país guarani expressou preocupação com a entrada de compatriotas vindos do Brasil. Segundo o ministro, os paraguaios procedentes de solo brasileiro já podem entrar com uma carga viral alta e assintomática.

Os abrigados, de acordo com ele, consistem principalmente em pessoas que perderam o emprego em São Paulo (SP) e estão retornando ao país de origem.

Abrigos

O ministro do Estado disse que trabalha em conjunto com a Senatur (Secretaria Nacional de Turismo) na formação de pessoal de 94 hotéis. Atualmente, existem 21 hotéis interessados em ser “Hotel Covid”, para quarentena ou isolamento.

Sobre as fronteiras

Mazzoleni explicou ainda durante a coletiva que abrir as fronteiras é arriscado, porque metade dos casos que vêm do país vizinho – e com renda restrita – já está infectada.

Números no Paraguai (8/5)

Com os novos números, o total de infectados pelo covid-19 no Paraguai sobe para 563, sendo o número de recuperados de 148 no total, mantendo-se a quantidade de óbitos em dez.

Comentários

Deixe a sua opinião