A primeira das duas colunas que fazem parte da torre principal da futura Ponte da Integração, do lado paraguaio já está finalizada. Se trata do pilar norte, que conta com uma altura de 51 metros, onde será montado uma via transversal que unirá com o pilar sul. A obra financiada pela Itaipu, apresenta significativos avanços em ambas partes do rio Paraná.

A Superintendência de Obras e Desenvolvimento de Entidade mencionou que essa semana iniciam as tarefas de carga com concreto para a coluna sul e que a mesma estaria pronta para o próximo dia 3 de setembro. Se estima que essa parte esteja finalizada em 15 dias, o que representa uma alta produção de rendimentos nos trabalhos de construção previstos.

“Isso foi possível porque trabalharão de forma con“Isso foi possível porque trabalharam de forma contínua, em horários diurnos e noturnos. Trabalha-se 24 horas para poder chegar nesse ritmo”

comentou o Engeheiro Fernando Barúa da Superintendencia de Obras.

Acrescentou também que uma vez finalizadas ambas colunas, trabalharão com a viga transversal, que seria o que corresponde ao tabuleiro da ponte ou o lugar onde passarão os carros.

Outro trabalho que está acontecendo no mesmo ritmo é a preparação da caixa de equilíbrio, onde irão os tirantes da ponte e os três pilares intermédios (de menor tamanho).

Na parte das obras pode se notar uma importante quantidade de maquinários e de pessoas trabalhando que intensificam as tarefas das principais frentes de trabalho. Também se intensificam os trabalhos para o movimento do solo, para a preparação do acesso da ponte.

Considerada prioridade pelo Governo Nacional, a obra financiada pela Itaipu Binacional por quase US$ 84 milhões, vai tomando forma em ambas margens do rio Paraná. Todos os trabalhos são realizados com restritas medidas sanitárias para poder parar a propagação do Covid-19.

No que se refere ao desenho, a Ponte da Integração será do tipo Estaiada. Sua importância para a região não se limita simplesmente na conectividade entre dois países (Paraguai e Brasil), é um ponto estratégico, também ajudará a diminuir o fluxo de trânsito nas horas de pico, principalmente na Ponte da Amizade, onde circulam aproximadamente 39 mil carros por dia.

A nova Ponte Internacional, igualmente, brindará maior segurança, benefícios socioeconômicos e comodidade para os usuários. Com isso, se dará um incremento importante para a comercialização na zona, o que permitirá na região da Tríplice Fronteira um crescimento econômico exponencial.

Fonte: Asesoría de Comunicación Social – División Prensa – ITAIPU Binacional

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião