Para a maioria das pessoas em todo o mundo o ano novo é comemorado na noite de 31 de dezembro. No entanto, para alguns orientais o ano novo ocorre com base no calendário lunar, também chamado de Ano Novo Chinês.

Sendo assim, só é comemorado no primeiro dia em que a Lua está na fase nova. Em 2021 o período do grandioso feriado é de 12 a 26 de fevereiro e nessa época o comércio chinês para totalmente. Por conta disso, os empresários e comerciantes de Ciudad del Este precisam se antecipar e importar os produtos antes dessa época, a fim de evitar ficarem desabastecidos.

“Nós que trabalhamos no comércio sabemos que tem as datas festivas aqui na região, como também temos que nos programar em relação os feriados da China, porque é de onde vem o nosso produto e por isso temos que ver o calendário deles, até porque o Ano Novo Chinês é um dos feriados mais importantes e mais fortes”, explica a empresária do Paraguai, Bruna Wan, que também é de descendência chinesa.

Segundo ela, durante o ano não há muitos feriados na China e por conta disso, o Ano Novo Chinês é a data mais importante, onde eles param de dez a 15 dias, chegando até 20 dias sem funcionar, dependendo dos lugares.

E por que eles param tanto tempo? Bruna responde. “Muitos chineses migram para trabalhar em outras cidades e passam o ano inteiro fora e quando chega o Ano Novo Chinês é quando eles podem voltar para casa visitar a família e descansar”.

Bruna Wan
Bruna Wan é empresária do Shopping Lion.

Por conta de toda essa tradição, quem trabalha com comércio no Paraguai precisa se antecipar e garantir a compra dos produtos chineses antes dessa época, para evitar ficar sem estoque.

“Muitas fábricas já meio que entraram em recesso e no Shopping Lion, por exemplo, os pedidos que fizemos recentemente só vão sair de lá depois do Ano Novo Chinês. Eles recebem o pedido, mas não entregam nessa época. Nosso último pedido saiu agora início do ano e por conta disso sempre nos programamos mais cedo porque entendendo a programação do Ano Novo Chinês você consegue antecipar no final do ano o pedido do início do ano e nesse ano sabendo que o feriado seria em fevereiro eu me programei com antecedência pros pedidos saírem até início de janeiro”, destaca a empresária Bruna.

Assim como ela, outros empresários de Ciudad del Este já mantêm essa agenda de antecipação das importações. “A nossa empresa tem programação para manter o estoque sempre positivo, com calendário definido para pedidos de reposição e novidades. Prevendo o fechamento das fábricas durante o Ano Novo Chinês, sempre fechamos as negociações com três a quatro meses de antecedência”, destaca o empresário da Fashion House, Chadi el Khechen.

Chadi el Kechen Fashion House
Chadi é empresário da Fashion House.

Da mesma forma que o empresário Kenny Yuen, da Casa Americana. “Como toda a China para por pelo menos duas semanas, eu, por exemplo, tenho que fazer algumas importações, então estou adiantando tudo para antes do Ano Novo Chinês para não se pego de surpresa e não ficar sem mercadorias para os clientes. Estou me organizando ao máximo para finalizar tudo até a reta final de janeiro ou mais tardar primeira semana de fevereiro, então é dessa forma que costumamos nos organizar”.

Kenny Yuen da Casa Americana
Kenny Yuen é empresário da Casa Americana.

A presidente do Conselho de Desenvolvimento de Ciudad del Este (Codeleste), Linda Taiyen, explica que os comerciantes do Paraguai seguem de forma assertiva o cronograma das importações chinesas e por conta disso o período do Ano Novo Chinês não causa impacto no comércio de CDE.

“Todos os comerciantes e empresários que compram da China fazem um cálculo para que qualquer produto seja embarcado da China pra cá antes do Ano Novo Chinês. Isso porque os pedidos feitos na China demoram cerca de três meses para chegar, então os comerciantes adaptando-se a esse prazo fazem o pedido e calculam pra que esse produto saia da China antes do feriadão. É por conta disso que não há tanto impacto”.

O que representa o Ano Novo Chinês

Na tradição, no primeiro dia do Ano Novo Chinês as pessoas visitam parentes e amigos. A cada ano um animal é escolhido para simbolizar esse momento. E 2021 é o ano do Boi, um signo conhecido por sua lealdade, disciplina e determinação, características que favorecem a prosperidade e sucesso.

Ano Novo Chinês
Uma das imagens que representa a tradição. (Foto: Internet)

Durante 15 dias as pessoas se reúnem para festejar com a família e amigos. As comemorações se encerram com o Festival das Lanternas, que marcam também a primeira noite de lua cheia no calendário chinês, marcando o retorno da primavera e simbolizando o reencontro da família.

Comemoração do Ano Novo Chinês no Paraguai

Se o comércio se prepara para não deixar faltar produtos nessa época, a cultura local também. Isso porque no Paraguai existe a Associação China, uma entidade que tem o objetivo de ajudar e dar suporte para toda comunidade chinesa local.

De acordo com Silvia Jen, vice-secretária da Câmara de Comerciantes de Taiwan no Paraguai, eles tem uma íntima relação com as autoridades representantes de Taiwan ou China aqui na região. “Diferente da Câmara de Comerciantes, da qual faço parte, que é mais direcionada para seus associados, a Associação China já faz o papel de servir a comunidade chinesa local em geral”, explica.

Ano Novo Chiês
Imagem de uma das comemorações do Ano Novo Chinês no Paraguai.

Segundo ela, a comemoração do Ano Novo Chinês em Ciudad del Este é realizada todos os anos pela Associação China, eles organizam um jantar em um ambiente bem descontraído, com apresentações, sorteios, karaokê, dança do leão, e são preparados também guiozas, um dos pratos típicos do jantar que representa a fortuna.

Além disso, os mais velhos entregam “Hong Bao” para as crianças, que seriam os envelopes vermelhos com dinheiro (simbólico). “Os envelopes vermelhos simbolizam sorte ou fortuna, na cultura chinesa. E no Ano Novo Chinês esses envelopes são entregues para as crianças, emitindo o desejo de paz e saúde para mais um ano de vida que se inicia com o ano novo”, destaca Silvia.

Câmara de Comerciantes de Taiwan no Paraguai

Além da Associação China, há também no Paraguai a Câmara de Comerciantes de Taiwan que é uma associação existente em vários países dos continentes da América do Norte e do Sul, Ásia, Oceania e Europa.

“Ele é uma plataforma de unir e dar suporte para os comerciantes taiwaneses espalhado pelo mundo todo, ele também serve como uma ponte de comunicação entre o governo local ou do governo de Taiwan com a comunidade taiwanesa de cada região”, explica Silvia.

Patrícia Buche

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião