Há 476 anos, 31 de janeiro de 1542, um explorador espanhol chamado Álvar Nuñes Cabeza de Vaca – nomeado governador do Rio da Prata, durante uma expedição para Assunção – capital do Paraguay, buscando uma rota para chegar ao Rio da Prata, descobriu as Cataratas do Iguaçu. Álvar descia o rio Iguaçu rumo a capital paraguaia quando chegou ao local das Cataratas – os índios a chamavam de Ýguazú (água grande): “(…) O governador comprou algumas canoas dos índios e embarcou com oitenta homens rio Iguaçu abaixo, mas era tão forte a correnteza que as canoas corriam com muita fúria. Logo adiante do ponto onde haviam embarcado o rio dá uns saltos por uns penhascos enormes e a água golpeia a terra com tanta força que de muito longe se ouve o ruído. (…)”, segundo relato da expedição. Localizada entre Foz do Iguaçu (Brasil) e Puerto Iguazú (Argentina) foi eleita desde 2011, uma das Sete Maravilhas da Natureza. As quedas d’água, contam com 275 saltos em uma área de 250 mil hectares – encantando a todos que as visitam. Fotos: Jorge Dorneles
Homenagem do Google às Cataratas em 2012, quando completou 470 anos

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião